ALERJ discute diminuição de voos no Galeão

Comissão na ALERJ - Foto Rafael Wallace

De vez em quando a ALERJ produz de verdade, além da instalação da CPI do RioPrevidência, hoje (28/3) discutiu a redução no número de vôos domésticos e internacionais no Galeão em audiência pública. De acordo com o deputado Renan Ferreirinha (PSB), entre 2012 e 2018, foi registrada uma queda de 23% no número de voos no Galeão e atualmente o aeroporto ocupa o quarto lugar na movimentação de passageiros em relação a outros aeroportos do país, como Guarulhos e Brasília. O motivo da evasão das companhias aéreas se deve a vários fatores como altos custos operacionais entre eles: tarifas de pouso, permanência e armazenamento.

<

“Isso impacta negativamente na nossa economia. Em abril vários voos foram cancelados, assim como aconteceu nos últimos meses. Precisamos manter esse debate ativo no estado, aqui no parlamento, no Poder Executivo, em diferentes setores dos poderes privados, públicos. O estado do Rio de Janeiro e a região metropolitana são o farol do país e nós não podemos perder esse espaço , concluiu Ferreirinha.

Para o gerente geral da American Airlines, Elio Hamaoka, a questão da segurança no Rio de Janeiro impacta negativamente entre os americanos. “ O acesso ao aeroporto é perigoso, as pessoas têm medo da Linha Vermelha e os usuários também não se sentem seguros em utilizar o BRT como transporte. Há muitos passageiros que têm preferido ir para o Santos Dumont, localizado no centro da cidade, pegar um avião para Guarulhos e de lá pegarem um vôo para outros lugares”, destacou Hamaoka.

O presidente da RIOGaleão, Luiz Rocha, também foi ouvido durante a audiência. Para ele a crise na economia do estado é o que mais contribuiu para a queda do número de vôos apesar do investimento de R$ 2,5 bilhões da concessionária no Aeroporto Antônio Carlos Jobim. “Apesar disso outras companhias internacionais começaram a operar no Galeão como a Sky Airline, do Chile e a partir deste domingo a Norwegian Airlines começará a voar no aeroporto. Nós acreditamos que com o trabalho do governo do estado para atrair mais turistas, consequentemente haverá uma retomada da economia no nosso estado ainda este ano”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here