ALERJ não terá mais carros oficiais

2019 tem começado com algumas boas notícias, uma delas é que a ALERJ não terá mais carros oficiais! Isso mesmo, os deputados estaduais, acostumados com suas placas de bronze e motoristas vão agora só ficar com seu salário alto e média de 60 cargos comissionados para cada um.

A medida, que foi aprovada em 2016, veja só, pelo presidente preso da assembléia, Jorge Picciani (MDB), em uma série de medidas de austeridades. Além dos carros incluía fim ou redução da cota de gasolina para diretores e deputados, coquetéis em sessões solenes, além de cota mensal de selos. Tais medidas gerariam uma economia de R$ 30 milhões anuais para a ALERJ, só com o fim do contrato com o Edifício Garagem Menezes Corte, onde ficavam os carros oficias, a economia será de
R$ 138 mil por mês com o estacionamento.  Agora imaginem a economia se acabarem com o excesso de cargos que, ao que parece, só serve para os nomeados devolverem o salário a quem os nomeou?

Mas 10 veículos continuarão a serviço da Casa mesmo após a data de devolução, como os ônibus destinados aos atendimentos da população nas ruas, transporte de material e carro de reportagem da TV Alerj. E temos de ficar de olho se não farão a terceirização dos carros, com os deputados mantendo seus motoristas a custa do dinheiro da população fluminense.

Os veículos devolvidos deverão ser doados, a princípio, ao Rioprevidência e à Secretaria de Segurança; 

19 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente boas novas. Vamos enxugar a máquina e fazer com que os cargos públicos façam parte de seus honoráruis como os da iniciativa privada.
    Eles estão políticos,E ponto final.

  2. Me lembro que em 2006 houve um licitação para com de dezenas de carros de luxo. Na época eu estava em contanto com uma das agências de automóveis envolvida. Cada carro escolhido custava 60.000,00 reais. Era o modelo TOP da VW. Mas me parece que outra montadora ganhou a disputa política. Era muita grana envolvida e os carros eram lotados de opcionais. Tudo no máximo. Logo depois trocaram toda a frota navamente.

    Mas temos que tomar cuidado que eles poder recorrer a um tipo de “auxílio automóvel ” pra bancar as despesas de manutenção e combustível do carro pessoal.

    Saulo Valley

  3. Não entendi porque essa lei não foi posta em pratica.
    Moralizar essa bagunça.
    Queria saber porque um deputado tem que ter 60 cargos a disposição.
    Que cargos seriam esses?
    Quais seriam os salários?
    60 VCS NÃO ACHAM CARGOS DEMAIS?
    QUANTOS SÃO FAMILIARES?
    QUANTOS VÃO REALMENTE TRABALHAR?

  4. Parabéns pela atitude;a falta de respeito com o dinheiro público. Secretário se. Políticos e afins ganham muito bem e podem custear suas despesas com transporte.o povo custeia para exercer suas atividades diárias. Eu apoio.e tem mais mordomias aí.

  5. Antes tarde do que nunca.

    Isso é pouco. Tem que cortar.mais fundo. Reduzir pela metade os cargos comissionados e parte do penduricalhos do vereadores, seria um bom exemplo para uma cidade flajelizada e quebrada.

    Não precisa ocupar.o Palácio da Guanabara. Isso traria também economia em escala. Pense nisso. (O partido Novo talvez pensasse nisso).

    Obrigado.

    Jorge Mathias

  6. Alguma coisa tem que acontecer para mudar e essa mudança tem que vir com o exemplo de cima, esses vagabundos tem que aprender a serem dignos dos votos daqueles que confiaram neles e parar de roubar o dinheiro público. A maioria é ladrão de terno e gravata, eu tenho vergonha da Alerj.

  7. Têm que baixar o salário e diminuir as quantidades de cargos que cada um tem é muito gasto num estado que sofre com saúde precária segurança não se tem mais …..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here