(Foto: Tomaz Silva, Agência Brasil)

Uma pesquisa nacional sobre saúde escolar divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira (10/09), mostra que os alunos do Rio de Janeiro com idade entre 13 e 17 anos são os que mais faltam em função da violência.

O estudo aponta que no Rio de Janeiro, 11,6% dos estudantes deixaram de frequentar a escola por falta de segurança no trajeto entre suas casas e as unidades de ensino. No total, são 12,5% da rede pública e 6,1% da rede privada. Os números do instituto são de antes da pandemia, quando o órgão entrevistou mais 188 mil alunos, de mais de quatro mil municípios.

Os alunos das redes pública e privada do Rio de Janeiro são os que mais faltamaulas por insegurança no caminho para a escola. São 17,6% dos alunos do estado com, pelo menos, uma falta por mês por esse motivo. Na avaliação só dos estudantes da rede pública, esse número sobe para20,4%.

Dentre 1,3 milhão de estudantes em todo o estado que deixaram de frequentar a escola por algum motivo de segurança, 95% estavam em escolas que o diretor sabia de algum episódio de violência no local.

O estado também é olíder nacional em outro quesito sobre segurança escolar. Ao todo, 27,7% dos alunos já relataram alguma agressão física.

1 COMENTÁRIO

  1. Que vergonha para a população e turistas internacionais verem esta cidade tão linda com os policiais de arma em punho parecendo que estamos em guerra civil

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui