Garrafas de água ''AMA'', marca pertencente à Ambev - Foto: Divulgação

Em meio à preocupante situação de saúde e econômica que estamos passando, ocasionada pela pandemia do Coronavírus, gestos de solidariedade, certamente, são muitíssimo bem-vindos.

Pensando nisso, a Ambev, uma das principais produtoras de bebidas do Brasil, vai doar mais de 1,4 milhão de litros de água potável de sua marca ”AMA” para cerca de 140 comunidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

A quantidade equivale a 700 mil garrafas de 2 litros e é suficiente para ajudar aproximadamente 240 mil pessoas, que vivem em regiões periféricas com estrutura precária de saneamento e acesso à água potável.

Na capital fluminense, o 1º lote será destinado ao projeto ”Redes da Maré’‘, instituição produtora de conhecimento e que elabora iniciativas e ações para garantir políticas públicas efetivas visando melhorar a qualidade de vida dos cerca de 140 mil moradores das 16 favelas que compõem o Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio.

”Como uma das maiores empresas do país, sabemos que é nossa responsabilidade ajudar. Neste momento, muitas pessoas encontram grandes dificuldades para ter acesso a água, por conta do isolamento que estamos passando, além dos efeitos econômicos que a pandemia de Covid-19 tem na sociedade. Por ser um recurso tão importante, vimos que precisávamos agir de alguma forma”, diz Carla Crippa, vice-presidenta de Relações com a Sociedade da Ambev no Brasil.

Garrafa de água de 2 litros da ”AMA” – Foto: Divulgação

A Ambev vai envasar a água de seu próprio processo produtivo, o que é uma novidade para a cervejaria, que até então não envasava a substância dentro de suas fábricas. Mas, como 90% de qualquer cerveja é água, a matéria-prima está disponível e vai ser bem aproveitada agora para combater a epidemia.

A distribuição será em parceria com organizações como a Central Única das Favelas (Cufa), uma instituição de reconhecimento nacional e internacional que ajudou a identificar comunidades para receber as doações de água.

”É de grande valia que uma empresa do tamanho da Ambev esteja olhando para a favelas, neste momento de tensão. E levando o bem mais essencial a quem está precisando, no período atual. São atitudes como essa que vão contribuir para que o mundo saia mais forte e mais unido desta grave crise que estamos passando”, disse Celso Athayde, fundador da CUFA e coordenador geral dos programas ”Cufa Contra o Vírus” e ”Mães da Favela”.

A água que vai ser doada agora será envasada em garrafas de 2 litros – que são as mais recomendadas para situações como esta, de emergência. A água começa a ser distribuída a partir do próximo sábado (09/05).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui