A Pandemia trouxe a necessidade de mudança de comportamento e hábitos de toda a população mundial com adoção de protocolos sanitários e medidas preventivas como uso máscaras, álcool em gel e distanciamento social.

No entanto, uma das ações mais importantes e providenciais é a limpeza de ambientes e superfícies como preconiza a Anvisa e Fiocruz em manuais que descrevem como promover limpezas de ambientes e o combate e eliminação de microrganismos nocivos a saúde.

Um dos setores mais afetados foi a cultura e o turismo, que interromperam suas atividades logo no anúncio da grave crise Sanitária e praticamente as últimas a reabrir mesmo com muitas dúvidas e restrições.

Para ampliar o debate, a Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, Dra. Danielle Barros, o Presidente do Instituto Coalizao Rio, Luiz Leão e o CEO da SAS BIOTECH especializada em Biosseguranca de Ambientes, Ricardo Marques, participam de uma Live para oferecer suas experiências e opinião sobre tema que certamente irá contribuir para estratégias e planejamento de ações para que haja condições de funcionamento e a reabertura de equipamentos culturais e atividades correlatas, afinal, o Rio de Janeiro é considerado uma das principais cidades culturais e turísticas do Brasil e do mundo. A live será transmitida pelo YouTube às 19h: https://www.youtube.com/watch?v=4Buwul9D3M.

Aliás, um dos principais debates neste momento é a obrigatoriedade do Passaporte Sanitário, que permite apenas pessoas que comprovem imunização e testes frequentem locais de acesso comum e coletivo.

Perguntas como se haverá Réveillon e Carnaval além de visitações nos museus, bibliotecas, arquivos , teatros e cinemas devem ser respondidos pelos especialistas e poder público.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui