Um dos clubes mais tradicionais do Rio, o América foi fundado em 1904 (Foto: Thiago Freitas)

O America, tradicional clube de futebol do Rio de Janeiro, conquistou o direito exclusivo de utilizar nome “America Football Club” e do símbolo AFC após processo judicial junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI).

O clube carioca celebrou o resultado através de um comunicado publicado em suas redes sociais.

Depois de um processo intenso e demorado junto ao Instituto de Nacional de Propriedade Industrial, o America Football Club vem, com muita satisfação, informar que obteve o registro formal da marca do clube. O Clube, agora, possui, de direito e de fato, de forma exclusiva, a marca AMERICA FOOTBALL CLUB e o símbolo AFC. Esta conquista é muito importante para um clube centenário, e que é o pioneiro entre todos os ‘Americas’ espalhados pelo país e pelo mundo, como a consolidação de ser o único AMERICA FOOTBALL CLUB do Brasil“.

Fundado em 18 de setembro de 1904, o clube é o primeiro America do Brasil e um dos pioneiros na prática do futebol no país. Atualmente, há pelo menos outros seis clubes que surgiram posteriormente, com o mesmo nome e o mesmo símbolo formado pelas letras “AFC“: América Futebol Clube, de Natal; América Futebol Clube, de Belo Horizonte; América Futebol Clube, de São José do Rio Preto; América Futebol Clube, de Teófilo Otoni; América Futebol Clube, de Recife, e América FootBall Club, de Fortaleza. Contudo, indiscutivelmente, o America do Rio é o mais famoso entre todos eles.

Para Vinicius Cordeiro, que foi presidente do America entre 2011 e 2013, vice jurídico em 1993 e presidente do Conselho Deliberativo do clube de 2010 a 2011, a decisão vem reparar uma injustiça histórica com o segundo time no coração de todo carioca.

É uma decisão tardia, de um processo longo, demorado e pouco explicável. Notoriamente, a marca America foi replicada na fundação de outros clubes que fizeram a mesma cor e o mesmo design baseado no America mais antigo, que é o America do Rio, que vem mantendo o padrão da sua inscrição e de seu distintivo há muito mais tempo do que os clubes que foram criados depois, como o América de São Paulo, o América de Natal, que são times nitidamente inspirados no America carioca. Essa decisão consolida e traz justiça para o clube. Eu quero parabenizar a atual diretoria por ter concluído um processo iniciado há muito tempo e que assegura o uso da marca plenamente pelo clube. Imagine um clube que elaborou todo esse grafismo não poder se utilizar de sua própria criação? Seria algo impensável para nós. Melhor que tenha sido assim“.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui