Carnaval Rio 2019 - Estácio de Sá - GSM | Riotur

Sem a chuva forte do primeiro dia, os desfiles deste sábado da Série A do Carnaval carioca enfrentaram menos problemas e a campeã que sobe ao Grupo Especial deve sair deste segundo dia, que teve nível nitidamente mais alto que a sexta.

A Estácio de Sá é forte candidata ao título, tendo feito um belo desfile sobre o Cristo negro do Panamá, um enredo interessante e bem transmitido. A escola é considerada a mais antiga do Brasil pois é sucessora da antiga Deixa Falar. A Estácio fez um desfile digno de sua história, falando da religiosidade panamenha com ótimo samba, boas alegorias e técnica correta.

Carnaval Rio 2019 – Império da Tijuca – Gabriel Nascimento | Riotur

Já a Império da Tijuca foi muito bem em diversos quesitos e até tem chance de título, mas o enredo um pouco confuso pode prejudicar. A escola fez um bom desfile e fez lembrar seus melhores momentos. A agremiação do Morro da Formiga falou sobre o ciclo do café e as cidades produtoras.

Carnaval Rio 2019 – Unidos do Porto da Pedra – Fernando Grilli| Riotur

A Porto da Pedra homenageou o ator Antônio Pitanga e tinha bastante torcida na Sapucaí. A escola representa São Gonçalo e esteve por muitos e muitos anos no Grupo Especial. As alegorias da escola do tigre eram grandiosas e traziam amigos e familiares de Pitanga. Problemas nos carros acabaram prejudicando a evolução e harmonia da escola, que deve ter boa colocação.

02.03.2019 – Carnaval Rio 2019 – Sambódromo – Renascer de Jacarepaguá – Série A – Fernando Grilli | Riotur

A Renascer de Jacarepaguá fez um belo desfile e deve ficar bem na tabela, com boa leitura do enredo sobre Iemanjá e as celebrações em torno dela em Salvador, capital baiana. Foi um desfile interessante visualmente e com cores vibrantes. As alegorias foram menores que as das competidoras diretas, mas isso não comprometeu o desfile.

Carnaval Rio 2019 – Acadêmicos do Cubango – Raphael David | Riotur

A Acadêmicos do Cubango encerrou os desfiles da Série A falando sobre os objetos de devoção e as oferendas, tema muito semelhante, curiosamente, ao da abertura da Série A com a Unidos da Ponte. A sexta iniciou e o sábado terminou com a religiosidade na Avenida.

Enquanto a escola de Niterói fez uma apresentação muito positiva, que garantiu uma boa colocação e até permite correr por fora na briga pelo título, a Unidos de Bangu, primeira a desfilar no segundo dia, com orçamento mais humilde e tentando se firmar na Série A, se colocou acima de escolas como Unidos da Ponte e Alegria da Zona Sul, que se apresentaram no dia anterior e enfrentaram forte temporal. A rebaixada deve vir da sexta-feira.

Bruno Kazuhiro
32 anos, é formado em Direito pela UFRJ, Mestre em Ciência Política pelo IESP-UERJ, Secretário de Obras e Infraestrutura do Estado e Presidente Nacional da Juventude do Democratas. Além disso, é coordenador de Juventude da União de Partidos Latino-Americanos e Presidente da Juventude da União Democrata Internacional.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui