Imagem meramente ilustrativa da movimentada Avenida Ayrton Senna, na Zona Oeste do Rio - Foto: Reprodução

A Controladoria Geral do Município do Rio decidiu multar a construtora Andrade Gutierrez em R$ 38,5 milhões por irregularidades na obra da Transcarioa, no trecho Barra-Penha. A decisão foi tomada após negar o recurso da empresa, conforme informou a jornalista Berenice Seara.

A ordem foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (23/08), esgotando o processo na esfera administrativa.

Marcada por denúncias de corrupção, a construção da via expressa foi interrompida por causa de paralisações e aumento de custos. O ex-secretário de Obras Alexandre Pinto foi condenado em primeira instância a 23 anos de prisão por fraudes na licitação.

1 COMENTÁRIO

  1. Salvo engano, uma das denúncias foi levantada pelo próprio ex-prefeito Crivella que, valendo-se de ser engenheiro, afirmou que em diversos pontos da Transcarioca a calha segregada tem uma lâmina de concreto muito menos profunda do que as especificações, o que implica em buracos que não seriam esperados caso a via fosse realmente concreto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui