André Ceciliano queimando capital político – Bastidores do Rio

Ceciliano fez de tudo mas Molon continua na corrida para o Senado, equipe de Calero desesperada? Castro deve passar 1º turno sem apanhar

Quintino Gomes Freire| Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Queimando capital
André Ceciliano
queimou seu capital político na pré-campanha para tentar tirar Alessando Molon da corrida do Senado, não conseguiu. Agora vai para a briga de verdade, resta saber se terá gás.

Vergonha alheia
Chega a dar vergonha de alguns coleguinhas tamanha a torcida ao presidente da Alerj, mas entendo. Eu também torço por alguns, não sou um robô, né.

Problemas
A equipe de Marcelo Calero, disparou nota para mostrar que Eduardo Paes está dando gás na campanha dele, sinal que está com problemas. Duas notas iguais em colunistas diferentes.

Qual será
E qual será o eleitor dele em 2022? Se em 2018 tinha a ética como sua bandeira, essa já não cola em 2022. Será que vai depender da máquina da Prefeitura do Rio?

Bonito
Se for pelas redes, a estratégia será dizer que é bonito. Não deu certo para o Brigadeiro (só que entende de história da política brasileira vai entender).

Educação
Tenho de parabenizar a educação de Bruno Bonetti, ex-presidente da Rio Luz e que muito apanhou aqui nos Bastidores do Rio. Parabenizou o trabalho e diz que faz parte do jogo, enquanto outros ameaçam com o processo.

Castro sozinho
Com a entrada de verdade de Rodrigo Neves na corrida, Cláudio Castro vai passar o primeiro turno sem quase apanhar. É que a disputa passou a ser quem vai para o segundo turno, Marcelo Freixo ou Neves.

Vergonha
É uma vergonha o número de camelôs no Centro do Rio vendendo a mesma coisa que as lojas legalizadas, assim não tem Reviver Centro que salve a região. Atenção Eduardo Paes, se fosse para manter a mesma situação tinham escolhido Marcelo Crivella.

Praças Mortas
Por que só no Brasil, em especial o Rio de Janeiro, a maioria das praças são locais de passagem? A Praça XV é linda e não tem nem um quiosquezinho? A Tia Ciça que vende o melhor acarajé do Rio podia estar ali e movimentando a área.

Mercado aquecido
Pertinho da futura sede do DIÁRIO DO RIO, Travessa do Comércio, no Arco do Teles, vai ter um prédio residencial em um sobrado histórico de 4 andares, juro que queria morar lá, ia me sentir em Lisboa.

Para o outro lado
Se Rodrigo Maia te mandar investir em algo, invista contra. É cada erro que vem cometendo que está com o Toque de Midas ao contrário.

Advertisement

4 COMENTÁRIOS

  1. ‘Quem não conhece André Ceciliano que o compre’.
    O Rio merece ser melhor representado em Brasília.
    Já não tem deputados federais que trabalham pelo Rio, só aparecem em épocas eleitorais, pode constatar por ai, eles espalhados nas comunidades, no meio da cultura dos menos favorecidos.
    Lá estão, cavando dedos para apertar aos seus favores na urna. Vergonhoso!.
    Na torcida que este pessoal sejam decepados da nossa políitica.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui