Carioca F.C. foi o pioneiro do Jacarezinho nas competições do Departamento Autônomo (D.A.) na década de 60

Por décadas a comunidade do Jacarezinho, uma das mais violentas da cidade do Rio de Janeiro, abrigou diversos times que fizeram história nos campeonatos amadores da cidade.

O pioneiro nas lides foi o Carioca Futebol Clube, fundado em 16 de junho de 1942. Sua sede e campo se situavam na Avenida dos Democráticos, 200. Anteriormente sua praça de esportes ficava na Travessa Amaro Rangel, 11. Durante a década de 60, fez história no Departamento Autônomo (D.A.), vinculado à Federação Carioca de Futebol (FCF), chegando ao vice-campeonato em 1964 e faturando a “Taça Disciplina” de 1960.

Outra agremiação tradicional foi o Esporte Clube Santa Rita, fundado em 22 de maio de 1965 e localizado na Travessa São José, 7. Presidido por Dalmassy Vaz Pereira, participou por sua iniciativa da 2° Taça Independência de Volta Grande (MG). Dessa competição também fizeram parte Estrela Dalva F.C., Tremont F.C., E.C. São Geraldo e Bonsucesso A.C., todos filiados à Federação de Além Paraíba. Os jogos foram realizados entre 1 de julho e 7 de setembro de 1975, sagrando-se o Santa Rita campeão invicto nas duas categorias.

Em 1976, houve um memorável campeonato interno na favela com a participação de 14 equipes, a saber, E.C. Santa Rita, Guanabara F.C., Santa Helena F.C., Bonfim F.C., Ordem e Progresso F.C., Guarani F.C., Azul F.C., E.C. Leal, União da Mocidade E C., Estrela F.C., Nova União F.C., Goiás F.C., Grêmio F.C. e Ríver Plate F.C. Nesse certame o Santa Rita sagrou-se vice-campeão nas duas categorias.

Entre 1977 e 1978 o Santa Rita disputou, sem obter êxito, o Departamento Autônomo (D.A.). Sua sede era na antiga Avenida Suburbana, 1735, onde se localizava o campo do Sapão. Nos anos seguintes deu vez ao Ordem e Progresso F.C., que sob a presidência do mesmo Dalmassy, representou com galhardia a comunidade até se converter, através de uma fusão, no Unidos do Jacaré F.C. Sob essa nova denominação, teve vida efêmera, chegando apenas ao vice-campeonato do Torneio Napoleão Velloso ao capitular diante do tradicional Oriente A.C., de Santa Cruz. A agremiação participou de algumas edições do Departamento Autônomo até se extinguir ainda na primeira metade dos anos 80. Foi o derradeiro suspiro do Jacarezinho na esfera esportiva.

Aos poucos, a crescente favelização, acrescida pela violência, fizeram com que a localidade saísse de vez das páginas esportivas para cair no atoleiro das policiais.

Alvo de ações sangrentas, a área tem uma história que remonta ao século 19, marcada por episódios trágicos, como a operação policial que deixou 28 mortos no início de abril de 2021.

André Luiz Pereira Nunes é professor e jornalista. Na década de 90 já escrevia no Jornal do Futebol e colaborava com Almir Leite no Jornal dos Sports. Atuou como colunista, repórter e fotógrafo nos portais Papo Esportivo e Supergol. Foi diretor de comunicação do America.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui