Vera Cavalcanti, carioca, mãe de 2 filhos e avó de 4 netos, moradora da Barra da Tijuca, ajuda a contar lindas histórias de vida, que salvam memórias e aquecem corações solitários. A veia profissional de Vera, que é psicóloga, com carreira dedicada a docência na Fundação Getúlio Vargas, sempre trabalhou com o desenvolvimento de pessoas e apurou seu olhar sensível para questões inerentes a essência humana.

Em um momento em que Vera acompanhou a estada de sua mãe em uma casa de idosos, ela percebeu, ali, um ambiente repleto de relatos afetivos que se perdiam no tempo, cada vez mais finito.

Dessa percepção, surgiu, em 2018, o projeto social intitulado Era uma Vez, que envolve uma parceria com o Instituto da Criança, e que consiste transformar em livros as experiências de idosos que vivem em casas de repouso, revivendo memórias e construindo recordações.

O público do projeto, em sua maioria, acaba por vivenciar momentos mais solitários,
fomentando uma carência maior por atenção e afeto. O projeto lhes dá a oportunidade de
revisitar suas histórias e posteriormente, compartilhar com seus familiares, proporcionando
um verdadeiro legado para suas futuras gerações.

O modus operandi do projeto reúne visitas em casas de repousos, que aceitem abrir suas
portas, para uma equipe de voluntários, que já totalizam cerca de 80 pessoas e são divididos em grupos conforme suas disponibilidades para atuar nas visitas de coletas de informações, dados, fatos e menções.

Após esse momento, os voluntários, munidos de farto materiais, apresentam a Vera, as
histórias registradas que serão transformadas em livros de capa dura. Até esse momento, já foram 14 edições, com histórias de cerca de 100 idosos. São produzidos 6 (seis) livros por idoso e distribuídos da seguinte maneira: 1 cópia para Lar do Idoso, 1 cópia para o voluntário participante da ação, 1 cópia para empresa GC-5,1 cópia para o Instituto da Criança, 2 cópias para o idoso beneficiado (assim pode entregar 1 cópia para família).

Todo o projeto é financiado pela empresa GC-5, de propriedade de seu filho, Glauco
Cavalcanti, o que proporciona algo ainda mais fantástico, em termos de maior aliança familiar.

“É muito bom trabalhar com meu filho, minha família já era unida, mas esse projeto em
especial estreitou ainda mais os laços, caracterizando uma verdadeira benção”.
Vera se diz uma fã do Rio de Janeiro, e destaca as suas belezas naturais em uma geografia
singular como eterna fonte inspiradora para seu trabalho de lapidar o melhor das pessoas.

O Era uma vez, inclusive já ganhou outros estados, além do RJ, pois já chegou a ter edições no Espírito Santo, Rio Grande do Sul e São Paulo (Campinas).

E um projeto tão lindo como esse, sem dúvida alguma, terá longevidade plena, pois retrata de forma muito tocante e empática as vidas daqueles que tem muitas experiências, relatos únicos e que merecem ser lembrados sempre, agora, no presente e mais lá na frente, no futuro.
Se quiser conhecer mais sobre o projeto Era uma Vez, fica o site da GC-5 como indicação:
www.gc5.com.br

Andréa Nakane
Andréa Nakane é carioca, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, relações públicas, professora universitária, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Hospitalidade.Embaixadora do RJ. Vive há 20 anos em Sampa e adora interagir com pessoas singulares que possam gerar memórias afetivas construtivas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui