Foto: Reprodução

Joyce de Oliveira Santos Brasil, a Joyce Brasil, tem 34 anos, carioca, moradora da Pavuna e há alguns meses tornou-se bem conhecida – não só do Rio de Janeiro, mas em todo o Brasil – pela força de mobilização que conseguiu angariar na luta contra um linfoma de Hodgkin, um tipo de câncer que se origina no sistema linfático.

Há cerca de 08 anos, ela batalha por sua total recuperação, tendo se submetido a diferentes tratamentos, entre quimioterapias e transplante de medula óssea, porém, mesmo assim, o câncer retornou e se espalhou para os ossos.

Há um ano, os médicos descobriram um novo medicamento para combater o câncer, o Nivolumabe. Esse remédio custa cerca de R$ 26.000,00 e Joyce Brasil precisa fazer, no mínimo, 12 ciclos. E infelizmente esse custo não é absorvido pelo SUS, o que a levou a buscar outras alternativas, até mesmo judicial, mas não obteve resultado favorável.

Joyce Brasil que é formada em pedagogia, e até pouco tempo atrás lecionava na educação infantil, colecionou ao longo de sua vida, grandes e especiais amizades e justamente esses amigos que começaram com a Campanha pela Vida, Todos pela Joyce, atuando como principal disseminadora as redes sociais.

No início Joyce Brasil ficou muito receosa com a exposição que teria de protagonizar para fomentar a sensibilização e colaboração de terceiros, já que ela não conseguiria acumular os valores exigidos por cada ciclo. 

Essa campanha me mostrou como ainda existem pessoas boas, pessoas de luz, que não julgam, que mesmo não me conhecendo querem me ver bem.” diz Joyce Brasil.

E por isso mesmo, ela demonstra toda a sua gratidão, até porque, também, serviu para tirá-la da reclusão, que auto se impôs, já que a doença, em diversos momentos, faz com que as pessoas – por ignorância ou até informações erradas – acabem por magoar quem está travando uma batalha difícil e muito dolorosa. 

Joyce Brasil, não só passou a ter ainda mais confiança, mas também restabeleceu sua crença na bondade e compaixão do ser humano, pois percebeu o quanto há pessoas de almas generosas e boas, dispostas a ajudar sem se quer conhecer a outra, mas o faz, simplesmente por amor ao próximo.

Mas a força da Joyce Brasil é hereditária, como ela mesma reforça, já que tem em sua mãe, Dona Jane, uma fortaleza inspiradora, repleta de entrega e de apoio, sempre disponível, seja para segurar sua mão, para dizer palavras de suporte ou até sofrer junto.

“Ela se esforça ao máximo para fazer tudo que lhe pedem. Mesmo cansada, ela sempre está lá! Não gosta de reclamar de suas dores, por que sabe que precisa ser e parecer forte. Ela sim é uma guerreira!” declara Joyce Brasil.

Outro pensamento edificante de Joyce Brasil está atrelado a sua fé, que a mantém altiva e determinada.

“Já tive momentos que não via saída. Mas alguma força me empurrava pra frente. Nunca me vi à beira da morte, por pior que fosse a situação eu tentava me manter firme. Passei a acreditar que temos um propósito. Que tudo tem sua hora. As coisas sempre se ajeitavam. A fé pra mim é seguir em frente.” resume Joyce Brasil

E ela está seguindo, não sozinha, mas ao lado de muitos, que agrupados nessa corrente do bem estão a ajudando a ganhar mais batalhas. 

Ela hoje está no 8º ciclo e a cada nova fase, novas esperanças e sobretudo, novos amigos se integram nesse “Dream Team” da Solidariedade. Se você puder e quiser fazer parte dessa aliança pela vida de Joyce, pelos canais oficiais dela, você vai poder verificar como ajudar.

@todospelajoycebrasil

@brechotodospelajoycebrasil 

www.vakinha.com.br/vaquinha/todos-pela-joyce-joyce-brasil

Pode ser depósito, transferência, Pix, comprando rifas, serviços, enfim, muitos meios de colaborar com uma carioca que é apaixonada por sua cidade e admira muito o jeito despojado dos seus conterrâneos, tendo jogo de cintura e buscando sempre expressar um sorriso… como ela mesma, afinal faz, já que tem a certeza que a vida é bonita…é bonita, sobretudo, por que existem pessoas que não nos deixam afastar de nossos sonhos, de nossa cura e juntas, realmente, fazem toda a diferença!

E ser solidário e empático é nossa essência, esse sim um diagnóstico que todos nós recebemos e temos que honrar… para o nosso bem … para o bem de todos!!!



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Andréa Nakane
Andréa Nakane é carioca, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, relações públicas, professora universitária, Doutora em Comunicação Social e Mestre em Hospitalidade.Embaixadora do RJ. Vive há 20 anos em Sampa e adora interagir com pessoas singulares que possam gerar memórias afetivas construtivas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui