Theatro Municipal do Rio de Janeiro completa 109 anos

Aniversariante do dia 17/10, Chiquinha Gonzaga, primeira maestrina do Brasil, compositora da primeira marcha-rancho com letra da história do carnaval (Ó Abre Alas) abolicionista e republicana (ela morreu em 1935), será homenageada com um evento no Theatro Municipal.

Na próxima quinta-feira (17/10), o “Encontro com Chiquinha Gonzaga no Municipal” começa às 11h, com uma visita guiada ao foyer, no nível do balcão nobre, onde será montada uma exposição com fotos e objetos de Chiquinha. Ali também estará o piano que pertenceu à compositora, que manifestou o desejo de que fosse doado, depois de sua morte, ao Theatro Municipal, palco onde nunca se apresentou.

Em seguida, ao meio-dia, começa o recital na Sala Mário Tavares, estrelado pela soprano Neti Szpilman, a pianista Maria Luísa Lundberg e o clarinetista Moisés Santos. Neti representará a Chiquinha jovem e Maria Luísa, a artista na fase madura. O trio interpretará as peças mais conhecidas de Gonzaga, como Ó Abre-Alas, Anita, Machuca, Corte na Roça, Mulatinha, Meditação, Feijoada Brasileira, Não Insista Rapariga, Lua Branca e Corta-Jaca, entre outras.

Pao-do-Ouvidor
Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

A visita guiada e o recital estarão disponíveis para 120 pessoas, mediante senha que será distribuída às 10h30 do dia 17 de outubro. O espetáculo é livre, com duração aproximada de 70 minutos.

O piano de Chiquinha no Foyer do TM

O piano foi fabricado em Dresden, Alemanha, em 1902, pela manufatura Ronisch e adquirido por Chiquinha Gonzaga em 1909. Era desejo de Chiquinha, manifestado a seu marido, que o instrumento fosse doado para o Theatro Municipal. Na década de 1960, o piano foi cedido ao Museu do Teatro Municipal pela Sociedade Brasileira de Autores Teatrais – SBAT.

Com a transferência do acervo do Museu do Teatro Municipal à Fundação Estadual de Museus do Estado do Rio de Janeiro – FEMURJ, em 1976, o instrumento passou a integrar a coleção do Museu dos Teatros. Em 26 de outubro de 2013, a Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro recebeu todo o acervo do Museu e, incluído nele, o piano que, depois de restaurado em 2014, retornou ao público para tributo à memória da primeira maestrina brasileira.

Ficha Técnica
“Encontro com Chiquinha Gonzaga no Municipal”
Com: Neti Szpilman, Maria Luisa Lundberg e Moisés Santos
Dia 17/10/2019, às 11h, a visita guiada, e o recital, às 12h
Ingressos: Gratuitos para 120 pessoas

*Distribuição de senhas a partir das 10h30 na entrada lateral do Theatro Municipal, na rua Treze de Maio.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui