Dormindo no AquaRio - Foto Alexandre Macieira

O AquaRio caiu nas graças da população carioca e dos turistas. Contudo, o recente espaço na cidade do Rio de Janeiro não é uma grande novidade. No passado, já tivemos locais parecidos.

[iframe width=”100%” height=”90″ src=”https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis contribui para a valorização da cultura carioca

Ao longo da história, a cidade do Rio de Janeiro teve alguns aquários. Dois merecem destaque: o de água doce, na Quinta da Boa Vista, e o de água salgada, instalado no Passeio Público.

Estes aquários já foram por um tempo o centro das atenções da cidade em termos de atrações para crianças como também para adultos e turistas, e a visitação era gratuita“, destaca o site Rio de Janeiro Aqui.

O Aquário da Quinta da Boa Vista foi inaugurado em Novembro de 1910, durante o governo do presidente Nilo Peçanha, quando a Quinta sofreu uma completa transformação. O atual Jardim Zoológico do Rio de Janeiro ainda não existia.

Aquário da Quinta da Boa Vista

Este aquário media cerca de 300 metros quadrados, em um ambiente com bastante vegetação ao seu redor. Em um anexo, havia um laboratório de piscicultura. Existia uma galeria com 28 tanques. Com o decorrer dos anos, o Aquário da Quinta da Boa Vista ficou em estado de abandono e foi fechado.

Hoje em dia, no Jardim Zoológico da Quinta da Boa Vista, há um belo aquário, também circular e com muitos tanques.

Já o Aquário do Passeio Público foi aberto para visitação em 1904. Era menor que o da Quinta e destinado à exibição da fauna marítima encontrada na Baía de Guanabara.

Possuía um corredor largo, dividindo em duas galerias com tanques fechados por face de vidro de cerca de 1 m por 0,75 m, dando uma ampla visão dos peixes em movimentação.

entrada do Aquário do Passeio Público

A profundidade dos tanques era de cerca de 80 centímetros, sendo que naquela época os vidros eram espessos, com cerca de 30 milímetros. As duas galerias paralelas mediam, mais ou menos, vinte metros cada uma, e contavam com 11 piscinas ou tanques.

Entre os anos de 1937 e 1945, Durante a gestão do Prefeito Henrique Dodsworth, houve um plano para que o Passeio Público voltasse a ter suas características originais. Então, houve a demolição do aquário.a

1 COMENTÁRIO

  1. Adorei a informação sobre o aquario , realmente eu fui uma duas vezes no ano de l945. Depois nunca mais ouvi falar, fiquei curiosa. Acho que ele foi desativado nesse ano.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui