O livro “Classificados da Corte: o cotidiano do Rio de Janeiro joanino a partir dos anúncios de jornal”, escrito pelo jornalista e historiador João Victor Pires, mostra uma série de anúncios publicados no “Gazeta do Rio de Janeiro”, o primeiro jornal da história impresso no Brasil, que muito se parecem com as propagandas que nos chegam hoje em dia.

Essas publicidades foram colocadas no impresso no período entre 1808 e 1821, o chamado período joanino, enquanto Dom João VI esteve no Rio de Janeiro.

Propaganda de Cerveja

Imagem retirada do livro “Classificados da Corte: o cotidiano do Rio de Janeiro joanino a partir dos anúncios de jornal”

A cerveja, tão tradicional atualmente entre os cariocas, ainda não era popular no tempo joanino. Foi, no entanto, nessa época que começou a difundir-se o seu consumo. As cervejas eram importadas, principalmente da Inglaterra. Conforme mostra o livro “Classificados da Corte”, a “Gazeta” registra a chegada ao porto do Rio de uma série de embarcações de cidades como Londres, Liverpool e Greenock com diversos produtos, entre eles cerveja. Ainda de acordo com o livro, a cerveja importada não era barata e era preciso desembolsar 2.600 réis (cerca de 246 reais) por uma dúzia. Basta ver o anúncio acima, de 1818.

Movimentação no mercado imobiliário

Imagem retirada do livro “Classificados da Corte: o cotidiano do Rio de Janeiro joanino a partir dos anúncios de jornal”

Cerca de 20% de todos os anúncios publicados na “Gazeta do Rio de Janeiro”, de acordo com o livro “Classificados da Corte”, foram anúncios relacionados ao mercado imobiliário. Tamanha importância deste mercado estaria relacionada ao aumento considerável da população do Rio de Janeiro em função da transferência da Família Real de Portugal para a cidade em 1808. Este anúncio acima, de 1820, mostra um indivíduo com dificuldade para encontrar uma habitação no centro da cidade, naturalmente a região mais procurada na altura.

Corridas de cavalos

Imagem retirada do livro “Classificados da Corte: o cotidiano do Rio de Janeiro joanino a partir dos anúncios de jornal”

O período joanino representou o início das carreiras de cavalos para entreter a população, primórdios do que mais tarde seria o turfe no Rio de Janeiro.  O anúncio acima, de 1814, mostra que as corridas de cavalos na Praia de Botafogo eram usuais, com premiações aos apostadores. Jockey Club, na Gávea, atualmente, segue firme com seus eventos e anúncios.

Não mudou muita coisa, não é mesmo?

SERGIO CASTRO - A EMPRESA QUE RESOLVE, desde 1949
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito boas essas reportagens sobre o Rio antigo!!!
    Adorei a da Casa São Luís q nunca tinha ouvido falar!!Fantástico conhecer através de vcs do jornal!!!
    PARABÉNS!!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui