Aplicativo para chamar Táxi no Rio de Janeiro

Taxi BeatQuem possui um smartphone seja o iPhone ou algum que rode Android não precisa mais ligar para cooperativas de táxis ou esperar embaixo do sol o primeiro amarelinho aparecer. É que já há algum tempo surgiram aplicativos que fazem estes trabalho para você. Entre os aplicativos estão o Easy Taxi, 99 Taxis, Resolve Aí e o meu predileto Taxi Beat.

Como funciona os aplicativos para chamar Táxi

Todos os aplicativos, basicamente, contam com o cadastro dos taxistas que pagam um valor para cada chamada feita. Eles instalam em seus smartphones um programa específico para o taxista e quando está funcionando avisa onde ele está.

O usuário também instala o programa, pede para procurar um táxi e pronto, um táxi é chamado nas proximidades. Há alguma diferença entre cada aplicativo, o que pode fazer com que você prefira um aplicativo a outro.

Não, o usuário não paga nada a mais pelo aplicativo. O taxista sim, a cada chamada ele paga um valor pequeno, coisa de R$ 2,00. Por isso alguns taxistas usam, normalmente, mais de um aplicativo.

Por que o Taxi Beat é o melhor

Dos 4 citados, não tenho dúvidas, o melhor é o Taxi Beat. E as razões são muitas, uma delas é avisar quais são os taxistas mais próximos até um raio de mais de 4 quilômetros. Isso facilita na hora de você pedir o táxi e saber se vale a pena espera-lo ou não. E quando chama o aplicativo, com o GPS, avisa onde o táxi está, além de permitir que você ligue para ele em caso de problemas.

O aplicativo também avisa quais são os serviços oferecidos:

  • Ar-condicionado
  • Busca no aeroporto
  • Tem assento para bebê
  • Disponibiliza carregador para celular
  • Aceita cartões de crédito
  • Tem banco de couro
  • Espaço para bagagem extra
  • Oferece  revistas e jornais
  • 5 ou mais lugares
  • Aceita animais domésticos no carro
  • Transporta deficientes físicos
  • Transporta banhistas
  • Tv
  • Conexão Wi-fi
  • Além de os idiomas falados pelo taxista

Claro que dificilmente um taxista disponibilizará tudo isso. Mas se vejo que não tem ar-condicionado nem chamo. Podia avisar também qual o estilo musical que ele deixa tocando, ia ser uma mão na roda.

Um dos principais motivos para preferir o Taxi Beat foi permitir que eu escolha o taxista. Além do nome do taxista e do modelo do carro, ele permite vermos qual a porcentagem de atendimento dele e quantas estrelinhas outros usuários deram ao motorista. Se um táxi tiver uma taxa baixa de atendimento, por exemplo, nem chamo.

E a pontuação é o filtro ideal, como o usuário podem dar suas notas ao fim de cada viagem de 1 a 5 estrelas, acaba servindo para escolher entre os vários motoristas. Na hora de pegar o táxi, um que tenha 3 estrelas ou menos provavelmente é um mau educado que adora escutar funk e pagode.

Mas o taxista também dá nota para o passageiro, ajuda na segurança dele. Vai que o camarada é um bêbado, chato e que não dá gorjeta!

O grande problema do Taxi Beat, e também dos outros aplicativos, é o baixo número de taxistas que os usam. Na área de Jacarepaguá, normalmente, são pouquíssimos os carros e o mesmo devem acontecer em outras áreas da cidade. Em contrapartida Zona Sul e Centro possuem vários táxis, como é de se esperar.

Veja um vídeo institucional de como funciona o aplicativo:

Gente, esse NÃO é um post patrocinado. Realmente é o aplicativo que preferi.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui