Após 20 dias viajando como clandestino, Camaronês atraca em porto do Rio

O viajante clandestino trouxe consigo apenas uma mochila e se alimentou da pouca comida trazida do seu país de origem

Camaronês é encontrado em leme de navio na Baía de Guanabara (Foto: Reprodução)

Um refugiado camaronês viajou durante 20 dias no leme do navio Federal Tyne, que percorreu todo continente africano, tendo atracado, no último sábado (4), no porto da Baía de Guanabara. O homem não teve o nome divulgado,

O viajante clandestino trouxe consigo apenas uma mochila e se alimentou da pouca comida trazida do seu país de origem. Nos últimos dias, ele teria passado fome e frio, mas não pediu ajuda à tripulação do navio.

A Marinha do Brasil informou que refugiado teria embarcado quando a embarcação passou pela República de Camarões.

O homem foi notado pela tripulação do navio, no Rio de Janeiro, quando tentava sair da parte de baixo do leme, mas não conseguia acessar a plataforma por conta da altura.

Agentes portuários o retiraram do local e chamaram funcionários da Anvisa, já que ele poderia estar contaminado com malária ou covid-19.

O refugiado, que deve ser extraditado para as Ilhas Marshall, foi levado para a sede da Polícia Federal.

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui