Foto: Marcos Ramos

A atual crise econômica atinge não só as grandes companhias como também os pequenos e médios comerciantes. Em Botafogo, no polo da Rua Real Grandeza, donos e funcionários de restaurantes, bares e lojas, temem queda no fluxo dos clientes,  e o motivo é a notícia da saída de Furnas do prédio onde está instalada há 48 anos.

Segundo proprietários da região, parte dos empreendimentos foi aberta ali justamente devido ao grande número de funcionários da empresa, que conta atualmente com 1.500 pessoas. Os comerciantes estimam perdas de até 60% nos rendimentos.

Fruto de uma política de racionalização de custos e despesas, a empresa confirmou no início do mês, a mudança de endereço da corporação, numa medida que resultará na redução de mais de 50% dos gastos com aluguel e serviços.

Segundo a companhia, a decisão foi tomada com base em dois pontos. Um é que os prédios foram projetados para um quadro de mais de 6 mil funcionários. O outro é que as instalações precisam de reformas com as quais Furnas não pode arcar, visto não ser a proprietária do imóvel.

Sobre as futuras instalações, a empresa afirmou em nota que as mesmas “atendem às necessidades da estatal de layout inteligente, custo adequado de locação e próximo ao centro de transporte do município”, informando que o novo endereço e o cronograma de mudança serão anunciados após aprovação do Conselho de Administração e a assinatura do contrato“.

Realmente o impacto nesse ponto tem sido devastador para o comércio de Botafogo. O valor das locações das lojas das proximidades baixou imensamente. Alguns restaurantes fecharam, e a dificuldade em locar os imóveis nas imediações está cada vez maior“, disse Sérgio Castro, diretor da Sérgio Castro Imóveis.

2 COMENTÁRIOS

  1. Quem serão os responsáveis por a empresa está nessa situação. Trabalhei 23 anos na empresa onde não faltava recursos para pagar salário descente aos funcionários. Havia manutenção geral das instalações. Era tão lucrativa que os funcionários tinham 3 salários anualmente de participação nos lucros da empresa. Só pode ter havido péssima administração ultimamente e quem sabe também corrupção e desvio de dinheiro. Dr. Cotrim e demais membros fundadores da empresa devem estar muito triste lá no céu assim como eu também estou. Tenho muito orgulho de ter trabalhado em FURNAS e colabordado no crescimento da empresa.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui