Após 6 meses de municipalização, Hospital Adão Pereira Nunes realiza 1.340 cirurgias e bate recorde de procedimentos

Durante os primeiros 6 meses de 2022,, foram feitos 64.820 atendimentos por especialidade, 7.122 cirurgias e 236.323 exames

Hospital Adão Pereira Nunes / Divulgação

Após a sua administração ter sido transferida do Estado para o município, o Hospital Municipalizado Adão Pereira Nunes (HMAPN), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, tem registrado uma clara melhora nos atendimentos prestados à população. No Dia da Saúde, celebrado na última sexta-feira (5) a unidade comemorou o aumento no número de atendimentos e o novo recorde de cirurgias realizadas mensalmente.

Após 6 meses de municipalização, o Adão Pereira Nunes atingiu, em julho, a marca de 1.340 cirurgias/mês, além de ter ampliado os números de atendimentos e de exames de imagens, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias. Durante o período, foram feitos 64.820 atendimentos por especialidade, 7.122 cirurgias e 236.323 exames. O Centro de Imagem do hospital também superou as expectativas, tendo realizado 39.269 procedimentos, incluindo Tomografia, Ressonância Magnética, Ecocardiograma, Ecodoppler e Radiografia.

O Hospital Municipalizado Adão Pereira Nunes, que é uma unidade de referência em atendimentos a politraumatizados graves, tem passado por uma reforma geral, viabilizada através de recursos do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Tais recursos permitiram que a unidade montasse um novo Centro de Imagens, com aparelhos de alta tecnologia. A unidade conta ainda com uma nova clínica cirúrgica, 24 leitos de ortopedia e 41 de enfermaria, além do novo Centro Cirúrgico e Serviço de Pronto Atendimento (SPA). Para atender à população, novos profissionais especializados fora contratados pelo prefeitura caxiense.

Outra conquista da população de Duque de Caxias foi a retomada, em julho, do programa de cirurgias bariátricas cujos pacientes “recebem acompanhamento pré e pós-operatório, com toda a avaliação clínica necessária e o atendimento com fisioterapeutas, psicólogos e nutricionistas,” de acordo com o diretor-geral do HMAPN, Dr. Luca Freire.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui