Na última sexta-feira, servidores em greve estiveram na porta do Detran, na Avenida Presidente Vargas | Foto: Cleomir Tavares / Diario do Rio

Durante uma assembleia realizada nesta segunda-feira (22/02), os servidores do Detran-RJ decidiram manter a greve, que teve início no dia 13 de fevereiro e pede por melhores condições de trabalho.

Na última sexta-feira (19/02), os servidores se reuniram e lotaram a Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio. Os trabalhadores fizeram um ato público em frente ao Detran com faixas escritas “estamos em greve”, pedindo melhorias na autarquia e progressão funcional.

Segundo o vice-presidente do Sindetran Agenor Rodrigues, faltam equipamentos para o trabalho e para prevenção da Covid-19. O movimento acontece por todo o estado do Rio e não há previsão para o fim da greve.

Sobre a reivindicação, ele destacou a progressão funcional dos servidores: “Nós estamos reivindicando nossa progressão funcional, que não acontece desde 2017. A progressão é de 30 reais a cada 3 anos e a administração não está concedendo esse direito previsto em lei“.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui