Empresa reverte situação e assume compromisso pelo bem-estar animal. Foto: Reprodução do Facebook

No domingo (19/09) uma denúncia nas redes sociais de que uma protetora foi impedida de alimentar e levar gatos para castração, que se encontram nas dependências da empresa Taco, causou indignação. O fato foi noticiado com exclusividade pelo DIÁRIO DO RIO na matéria ‘Protetora é proibida de alimentar e castrar gatos comunitários em fábrica na zona norte do Rio’.

Na segunda-feira (20/09), representantes da cadeia de lojas se reuniram com protetores, líderes comunitários e as equipes da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa dos Animais (SMPDA) e da Subsecretaria Estadual de Proteção Animal (RJPET). Segundo a Taco tudo não passou de um mal-entendido. Ficou combinado que os pets serão castrados e a empresa se comprometeu em realizar ações em prol do bem-estar animal.

Foi um susto tanto para tutores de pets quanto para protetores, mas a empresa reverteu a situação. Além da solução para os animais comunitários, as lojas da Taco vão receber clientes com seus pets no interior do estabelecimento. A Subsecretaria Estadual de Proteção Animal (RJPET) entregou o selo petfriendly a representantes da fábrica. E no Dia Mundial dos Animais, que será comemorado em 04 de outubro, que também é o Dia de São Francisco de Assis, padroeiro dos animais, as lojas farão uma grande campanha em prol dos bichinhos.

A castração dos gatinhos vai ficar por conta da SMPDA. “Ficou combinado que os gatos não serão mais alimentados na calçada e sim dentro da empresa num local com abrigo pro Sol e pra chuva, durante a semana a ação fica por conta dos protetores que terão livre acesso ao local e no final de semana eles serão alimentados pelos seguranças da empresa. Os protetores poderão pegar os gatos para castrar com vagas cedidas pela prefeitura. A empresa irá fazer um ambulatório para o pós operatório até a castração de todos os felinos da colônia. Se alguém quiser adotar um dos gatos, basta entrar em contato com as redes sociais da SMPDA“, afirma Jack Calderini, Coordenador de Resgate da Prefeitura.

Jack Calderini, coordenador de resgates da SMPDA e representantes da Taco. Foto: Reprodução das redes sociais.

O Secretário Vinícius Cordeiro, da SMPDA, destaca a importância do diálogo para o sucesso da ação. “Esse acordo foi assistido por protetores atuantes na colônia e representantes do movimento ‘Eu Amo São Cristóvão’. Foi um acordo modelar, tanto com responsabilidade para o governo, para protetores e para a empresa. É uma mediação bem sucedida que a secretaria participa mantendo a dignidade e alimentação dos animais. E a importância de fazer com que a empresa repense o seu papel na sociedade e na cidade, pois estava sendo mal vista pelo público com uma percepção muito negativa do primeiro noticiário“.

E apesar de tudo ter sido resolvido, os gatinhos merecem um lar. Após a castração, quem quiser ser mãe ou pai dos gatos da colônia, pode entrar em contato pelas redes sociais da SMPDA (Facebook, Instagram ou Twitter) e se candidatar. O DIÁRIO DO RIO torce para que essas novas famílias sejam formadas! #adotenaocompre #naocompreadote

Abaixo você confere na íntegra as notas enviadas pela empresa e pelos órgãos públicos:

Nota da Taco 1:

Hoje acordamos com muitas mensagens sobre uma situação ocorrida dentro do escritório da TACO. Por isso, em respeito à todos, inclusive aos animais em questão, viemos a público esclarecer alguns pontos.

A TACO entende a importância da causa animal e não compactua com qualquer tipo de maus-tratos.

Aconteceu um grande mal entendido, que já foi resolvido. Recebemos em nossas dependências na manhã desta segunda-feira (20), o Coordenador de Resgate da Prefeitura Municipal @jackcalderini, onde ficou acordado a castração dos animais e a entrada dos protetores para alimentação dos gatos.

Recebemos também o contato da Subsecretaria Estadual de Proteção Animal (RJPET), por meio do Secretário @marceloqueiroz11, para que nossas lojas sejam certificadas, por meio do Governo do Estado, com o selo #PetFriendly.

Reiteramos que os gatos que migraram de uma empresa que faz fundos a nossa, jamais foram maltratados em nosso estabelecimento, e continuaremos seguindo com nossa política, sempre em defesa dos animais.

A TACO informa ainda que no dia (04/10) onde se comemora o Dia Mundial dos Animais, lançará uma campanha em defesa aos animais e contra qualquer tipo de maus-tratos”.

Nota da Taco 2:

“E na tarde de hoje (20), nossa loja, em Copacabana, recebeu a visita da equipe RJPET – do Governo do Estado do RJ – e foi certificada oficialmente, com o selo Pet Friendly. Essa é uma iniciativa para deixar nossos clientes mais a vontade, acompanhados de seus pets, sem nenhum receio, no interior da TACO. Além disso, sempre procuramos manter na calçada, um pote com água fresca para os animais que circulam pelas ruas.

Dessa forma reiteramos, que o ocorrido durante o fim de semana, não passou de um mal entendido. A TACO sempre foi uma marca “amiga dos animais”. Se preparem porque dia 4 de outubro, em homenagem ao “Dia Nacional dos Animais”, teremos novidades para nossos cliente!!”.

Nota RJPET:

“Na manhã de hoje (20), a Secretaria agiu em conjunto com a equipe de resgate da @SMPDA, onde foi apurada denúncias de impedimento de alimentação a gatos de uma colônia.

Após entendimento entre protetores e dirigentes da loja, ficou acordado que os animais serão diariamente alimentados. A empresa se colocou à disposição dos órgãos, e ressaltou que entende a importância da causa animal e não compactua com qualquer tipo de maus-tratos.

No fim da tarde, uma equipe da RJPET, esteve na loja da Taco em Copacabana e certificou oficialmente o local como “Pet Friendly” – Amigo dos animais”.

Nota SMPDA:

“A fiscalização da SMPDA esteve nesta manhã de segunda-feira, dia 20, na empresa TACO, averiguando denúncias sobre o impedimento de alimentação de uma colônia.

Após entendimentos com a assistência de protetores que atuam no local, além de líderes comunitários do bairro, estabeleceram-se pontos de alimentação e a empresa colaborará com ações de proteção animal”.

Formada em cinema e jornalismo. Também trabalha como assessora de imprensa, locutora e repórter de TV. Escreve em sites e blogs desde 2002. Passou pelas redações do Jornal do Brasil e O Dia. Em 2012 fundou o blog Bonde da Bardot, sobre animais e meio ambiente.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui