Trânsito do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução Internet)

Depois de firmar parceria com o Google, a CET-Rio agora fechou um acordo com Universidade americana de Harvard. A instituição desenvolverá um sistema que analisará através de algoritmo computacional a forma como os motoristas se locomovem pelas ruas da cidade, semelhante ao que o site de busca irá realizar.

O sistema permitirá prever com maior precisão os impactos causados por interferências nas vias, como bloqueios causados por eventos como o Reveillon e Carnaval, situações adversas como alagamentos, quedas de árvores, além de obras e o impacto gerado por grandes empreendimentos, como shoppings centers.

Com os números levantados, a CET-Rio poderá antever situações que geram transtornos para população, alterando previamente os tempos dos sinais, deslocando equipes operacionais e principalmente informando aos motoristas sobre qual a melhor rota a seguir.

1 COMENTÁRIO

  1. O Rio precisa é vdd investimento em transporte público de qualidade. Não adianta ter IA etc achando que solucionará o problema.

    No caso das enchentes a forma mais rápida, eficiente e barata são os jardins de chuva.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui