Respectivamente, Jean Charnaux e Dedeco, que formam o Arretados - Foto: Divulgação

Baião com MPB, além de pitadas de pop. Assim pode-se definir a sonoridade do duo carioca Arretados, que lançou, na última sexta-feira (03/07), o clipe oficial de ”Caldo de Viola”, primeiro single do projeto, que é formado por André Fialho, o Dedeco, conhecido por seu trabalho na banda Dibob, e Jean Charnaux, músico do daBossa.

Nascido em 2019, fruto da amizade entre o violonista Jean e o vocalista André, o duo já tem gravado seu primeiro álbum, intitulado de ”Arretados Vol.1” e composto por 10 canções autorais. Ele foi produzido por Danilo Cutrim, músico da banda Braza, parceiro de Charnaux no daBossa e amigo de Dedeco desde a época em que dividiam o cenário ”riocore” com Forfun e Dibob, respectivamente.

Danilo produzindo e Jean gravando uma das músicas que integram o ”Arretados Vol.1” – Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

A tendência é que o disco seja divulgado aos poucos, com uma música sendo lançada a cada 15 dias. Em relação a ”Caldo de Viola”, o videoclipe, fazendo jus ao teor do projeto, foi gravado no Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, também conhecido como Feira de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio.

Dedeco e Jean em cena do clipe oficial de ”Caldo de Viola”, na Feira de São Cristóvão – Foto: Reprodução

Para saber um pouco mais sobre o Arretados, o DIÁRIO DO RIO conversou com exclusividade com Dedeco e Jean. Confira.

1 – Como, exatamente, surgiu a parceria entre vocês e a ideia de fazer um trabalho voltado à música nordestina?

”A partir de um sarau na casa de uma amiga em comum. A referência ao Nordeste veio de uma temporada que passamos tocando pela região.”

2 – O Arretados é diferente tanto do daBossa quanto do Dibob. O quão importante é para vocês, como músicos, realizar trabalhos com sonoridades tão distintas?

”A importância de estar buscando sempre novas sonoridades e referências para as composições.”

3 – O produtor do disco é o Danilo Cutrim, parceiro musical do Jean no daBossa e amigo de longa data do Dedeco desde a época de Forfun e Dibob. Qual a importância dele nesse trabalho, pelo fato dele ser um músico bastante eclético, haja vista a versatilidade dos trabalhos dele?

”A importância de conseguir juntar uma parceria de anos com a qualidade versátil, eclética e de extrema sensibilidade que o Danilo possui como músico e, agora, produtor.”

4 – Contem um pouquinho como foi a experiência de gravar o clipe de ”Caldo de Viola” no Centro de Tradições Nordestinas, isto é, a interação com o público presente na ocasião, o roteiro… É um clipe com uma pegada bem ”caseira”, né?

”Foi caseiro porque, de fato, editamos em casa. No final do ano passado, já pensando em coletar elementos da cultura nordestina para ilustrar os projetos de mídia do disco, contactamos nossos amigos cinegrafistas para fazer umas imagens na estimada Feira de São Cristóvão, tão conhecida e querida pelos cariocas. Nossa ideia central era a mesma de muitas pessoas que frequentam o local: entrar em algum dos inúmeros bares karaokês e soltar o gogó.”

5 – Por fim, quais são os planos de vocês para esse momento pós-quarentena? Já há previsão de alguma apresentação ao vivo? Ou mesmo uma live?

”O primeiro passo vai ser reunir os músicos para ensaiar as apresentações. Tanto estas para shows, quando liberados, tanto para apresentações em outros formatos, como lives e conteúdos de internet.”

Além do clipe no YouTube, ”Caldo de Viola” está disponível também no Spotify. Vale ressaltar que o Arretados possui Instagram e o agenciamento do duo fica a cargo da Milenar Produções.

”Arretados Vol.1” é:

1 – Caldo de Viola
2 – Festa Junina
3 – Xote Abestado
4 – É Hoje
5 – Sucesso
6 – Sucupirado
7 – Forró Francês
8 – Aleijadinho
9 – Pra Lá de Monte
10 – Lamento Repentino



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui