Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Miró, Job, Marcos Chaves, Luiz Zerbini, Selva de Carvalho e Felippe Moraes. Artistas plásticos de várias gerações, obras tradicionais e artistas de rua se encontram na 11ª edição da ArtRio, na Marina da Glória, zona sul do Rio. A festa vai até esse domingo (12/09), das 12h às 20h . O evento tem a participação de mais de 60 galerias e 16 instituições ligadas a Arte. A edição também pode ser visitada online na plataforma ArtRio.com. Quem quiser, pode contribuir com diversos projetos sociais em prol da educação, ao comprar obras doadas por artistas famosos. E ainda dá pra curtir o visual da Baía de Guanabara, num lounge super especial e instagramável.

Di Cavalcanti é destaque na ArtRio. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

Na primeira parte da exposição os visitantes se deleitam com obras de Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Cícero Dias, Miró, Candido Portinari, Heitor dos Prazeres, Luiz Zerbini, Marcos Chaves, entre outros. Na galeria Karla Osório o público pode interagir com as obras de Selva de Carvalho como a peça Manta para Avóa, que nos remete aos parangolés do grande Hélio Oiticica.

Peça Manta para Avoá relembra parangolés de Hélio Oiticica. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

E será que tem brinde? Sim, tem um presentão! O artista Job, um dos autores dos grafites do Beco do Batman, em São Paulo, é a atração do estande da Movida. Ele personaliza bolsas com grafite stencil. O grafiteiro fez seus primeiros trabalhos em 1986 e revela que “Na época tinha 15 artistas fazendo grafite em São Paulo e hoje tem 15 milhões“. E conta como foi que realizou sua arte mais famosa. “Sou do ABC paulista e uma amiga me indicou pra fazer um trabalho no beco e a gente tinha a intenção de deixar os lugares detonados mais legais. Fui com um amigo Jorge Tavares e aí a gente fez versões diferentes do herói Batman, como fazíamos no ABC e aí anos depois virou o Beco do Batman, ponto turístico“.

Uma ecobag se transforma em arte nas mãos de Job. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

A exposição também conta com obras doadas em prol de projetos sociais e educativos. O Move Rio realiza em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Rio um leilão de 31 obras para ajudar a reconstruir o telhado da escola Manoel Cícero, na Gávea. A ação Abrace uma Escola, tem peças doadas por artistas consagrados como Marcos Chaves.

Venda da peça de Marcos Chaves será revertida em prol de projetos sociais. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

Já o projeto Pintando o 7 trabalha com crianças de 10 anos moradoras do Morro do Turano, no Rio Comprido, zona norte do Rio. Os jovens transformam a tristeza em arte e os visitantes podem comprar cubos de acrílico confeccionados pelas crianças. “Os alunos ficam mais leves, as aulas de arte são um escape, eles passam por muitas dificuldades, por causa do tráfico muitos são órfãos e durante a pandemia ficaram sem dinheiro“, revela a professora Ana Rosa klabin. “Eles se sentem mais seguros durante as aulas, se divertem com os amigos longe da violência“, emenda Luana Bogaert, que também dá aula de educação artística para os pequenos.

Luana e Ana ensinam arte para crianças do Morro do Turano. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

Também tem protesto contra a matança de animais. O artista Gervane de Paula, nascido em Cuiabá, Mato Grosso, apresenta obras que questionam o desmatamento, os maus-tratos contra os animais e a caça. Gervane integra a geração da década de 1980 do Parque Lage.

Gervane de Paula usa a arte para protestar contra a mantança de animais. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

O artista visual Felippe Moraes é conhecido por suas obras que homenageiam o samba e o carnaval. Felippe é carioca e fez um texto emocionado em suas redes sociais sobre o o sucesso do neon Quero viver no carnaval. “No mundo das artes, conhecer e encontrar pessoas, conversar, apresentar a obra é uma parte essencial do trabalho. Esse ano, a Art Rio me devolveu o prazer de fazer isso novamente. Foi uma lufada de novos ares soprados da Baía de Guanabara! Conheci pessoas incríveis, fiz amizades, encontrei amigos, ouvi historias fascinantes e leituras poderosas sobre minha própria produção! A mágica só acontece quando tem quem veja“. E quem quiser conferir outras obras do artista basta visitar a exposição Samba Exaltação, em cartaz na comemoração dos 25 anos do Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC.

Neon do artista visual carioca Felippe Moraes. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

E claro, tem a Varanda ArtRio e Mezanino Beck’s pra curtir o visual da Baía de Guanabara e do Pão de Açúcar. A partir das 18h você faz um cadastro no site da Beck’s e ganha uma cerveja, tem que ter mais 18 anos pra participar.

Música e visual deslumbrante agitam a ArtRio. Foto: Daniela Calcia / Diário do Rio

O evento segue todos os protocolos de segurança. “Realizar a Artrio em 2021 é uma forma de reforçarmos nosso compromisso com o mercado da arte. Seguimos todos os protocolos indicados pelos órgãos competentes com foco a proporcionar uma experiência segura para nossos visitantes e também para toda a equipe de profissionais que trabalha para fazer a ArtRio acontecer”, reforça Brenda Valansi, presidente da ArtRio.

Serviço: ARTRIO 2021
• Data: Até 12 de setembro (domingo)
• Venda de ingressos: www.artrio.com
• Ingressos: R$ 100 / R$ 50
No ato da compra do ingresso, deverá ser agendada a data da visita e horário
Em conformidade com o Decreto Municipal nº 49.335 de 26 de agosto de 2021,
será exigido comprovante de vacinação para entrar no evento.
Em conformidade com o Decreto Municipal nº 49.335 de 26 de agosto de 2021,
será exigido comprovante de vacinação para entrar no evento.
• Horário: 12 de setembro – das 12h às 20h
• Local: Marina da Glória – Av. Infante Dom Henrique, S/N – Glória
• Estacionamento no local, sujeito a lotação
• Metrô: Estação Glória

Formada em cinema e jornalismo. Também trabalha como assessora de imprensa, locutora e repórter de TV. Escreve em sites e blogs desde 2002. Passou pelas redações do Jornal do Brasil e O Dia. Em 2012 fundou o blog Bonde da Bardot, sobre animais e meio ambiente.

2 COMENTÁRIOS

  1. O COVIDARIO da Marina da Gloria foi reaberto!! RAVE até
    as 7:00 da manhã de hj. Centenas de pessoas aglomeradas, sem mascara, distanciamento zero!!
    Música alta, ninguém dorme no entorno!! Querem fazer rave? QUE TAL FAzer na frente da casa de vcs. Ou façam tratamento acustico
    Providências dos órgãos públicos, prefeitura, MP???
    Zero!

  2. “O evento segue todos os protocolos de segurança”

    Mentira!!! Tem um monte ali na foto sem máscaras. Uns sentados e outros em pé, conversando.

    Cadê a ANVISA??? Aquela agência que tem dificuldade de interpretar a Postaria 655 editada pela Casa Civil junto com o Ministério da Saúde, ambos com muitos militares cedidos, mas que mal sabem redigir um conjunto harmônico com de texto de regras.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui