Asa Branca, a realeza na Lapa

Asa Branca, a realeza na Lapa

27 de novembro de 2018 0 Por Felipe Lucena
Compartilhe

Hoje em dia, o casarão que abrigou o espaço cultural Asa Branca não vive tempos de nobreza. Contudo, este local, que fica no centro boêmio da cidade (na Lapa), já teve sua época dourada.


Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis contribui para a valorização da cultura carioca

O espaço era do empresário Chico Recarey, que foi dono de mais de 40 estabelecimentos na cidade do Rio de Janeiro. Entre eles, Pizzaria Guanabara, Scala e o Asa Branca.

Chico Recarey

A carreira profissional de Francisco Recarey Vilar, o Chico Recarey, começou como garçom. Logo, ele foi comprando estabelecimentos e chegou a ser chamado de rei da noite carioca, nos 1980“, conta o historiador Maurício Santos.

Espanhol, Chico Recarey recebeu o título de cidadão honorário da cidade do Rio de Janeiro.

Nos badalados anos 1980, ele inaugurou o Asa Branca. Com vocação para a realeza, no dia da abertura da casa estiveram presentes João Carlos I e Sofia da Grécia, rei e rainha da Espanha na época.

Rei e Rainha da Espanha

O Asa Branca também viu brilhar a realeza da música popular brasileira. As apresentações de Cauby Peixoto, Benito Di Paula e Gonzaguinha ficaram para a história.

Era um dos melhores lugares para curtir a noite no Rio de Janeiro nos anos 1980. Era ótimo“, destaca o motorista José Carlos.

Os tempos de nobreza se foram. Mas os tempos de glória não serão esquecidos pela história.

Felipe Lucena é jornalista, roteirista e escritor. Filho de nordestinos, nasceu e foi criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar da distância, sempre foi (e pretende continuar sendo) um assíduo frequentador das mais diversas regiões da Cidade Maravilhosa.


Compartilhe