Foto: Divulgação

A Secretaria de Esportes do Município do Rio de Janeiro (SMEL) e a atleta olímpica Fabiana Moraes (100m com barreiras) iniciaram neste domingo (12) uma parceria que vai beneficiar crianças e adolescentes de 6 a 18 anos com práticas esportivas e atividades de lazer e culturais. A largada do projeto Sócio Esportivo Educacional Cultural Integrado (Sistema SEEC-I) foi na Vila Olímpica Oscar Schmidt, em Santa Cruz. 

Com o lema “Vencer as barreiras da vida”, a iniciativa é voltada para moradores de bairros e comunidades da cidade do Rio com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e também busca identificar novos talentos e futuros atletas. Fabiana Moraes, que disputou os Jogos do Rio em 2016, escolheu a Vila Olímpica Oscar Schmidt como a primeira a abrigar o projeto justamente por ter nascido no bairro da Zona Oeste.

“A Fabi é um exemplo de que todas as pessoas podem sonhar e buscar a realização desses sonhos, não importa de onde elas sejam. Quando vejo que ela conseguiu disputar algo tão importante como uma Olimpíada, tenho certeza de que estamos no caminho certo de buscar a universalização do acesso ao esporte. As Vilas Olímpicas são essa porta de entrada e estarão sempre abertas para iniciativas como essa. Contem com a Prefeitura e com a Secretaria nessa luta pela inclusão através do esporte”, disse o secretário municipal Guilherme Schleder.

Fabiana Moraes começou no esporte aos 12 anos na Escola Municipal Sindicalista Chico Mendes. Teve contato direto com a arte através de mostras de danças folclóricas, concursos de poesia, aulas de arte, inglês, passeios e mostras culturais. Disputou os Jogos Estudantis e outros campeonatos em  diversas modalidades (futsal, handebol, futebol de campo, futebol de areia, vôlei, basquete e tênis de mesa), mas se destacou no atletismo e foi convidada para integrar a equipe da modalidade da Mangueira. Com 19 títulos nacionais e 21 internacionais, ela é detentora da melhor marca da América do Sul nos 100m com barreiras nos últimos 18 anos.

“Tenho muito orgulho de falar da minha origem e do que consegui conquistar. O esporte me deu tudo. Desde o primeiro contato para apresentar o projeto, senti a ideia abraçada pela Secretaria de Esportes. Idealizei isso há 15 anos e estou transformando meu sonho em realidade graças a esse apoio”, disse Fabiana, emocionada.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui