Atual presidente da Federação de Futebol do Rio é reeleito para o sexto e último mandato

"É uma honra ser eleito por aclamação. E ninguém vence sozinho. Vamos construir juntos. Obrigado a todos pela confiança", disse Rubens Lopes

De óculos à esquerda, Rubens Lopes cercado por representantes do Flamengo, Fluminense e Vasco / Foto: Rede Social (FERJ)

Reeleito em chapa única para o sexto e último mandato à frente Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ), nesta sexta-feira (29.04), Rubens Lopes caminha para 17 anos no poder do futebol do Rio. Lopes assumiu o cargo, em 2007, após a morte de Eduardo Viana conhecido como Caixa D`Água, em 2006. Viana também foi um presidente longevo tendo ficado 22 anos no poder.

Em uma rede social, o presidente reeleito agradeceu a confiança nele depositada para exercer mais um mandato à frente do futebol do Rio, um dos mais qualificados do mundo.

É uma honra ser eleito por aclamação. E ninguém vence sozinho. Vamos construir juntos. Obrigado a todos pela confiança”, disse Rubens Lopes.

Com a reeleição, o atual presidente ficará no poder até 2026, quando completará 19 anos na presidência. A chapa “Juntos pelo futebol do Rio” foi a única apresentada para concorrer à eleição. A posse de Rubens Lopes está marcada para abril de 2023.

Excetuando o Botafogo, os demais clubes enviaram representantes para acompanhar o pleito. Estiveram presentes ao evento: Rodolfo Landim, do Flamengo; Mário Bittencourt, pelo Fluminense, além dos advogado tricolores, Marcelo Penha e Aníbal Rouxinol; pelo Vasco, o vice – geral Carlos Osório marcou presença.

Em 2016, a ex-presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei que restringia a reeleição de dirigentes esportivos à dois mandatos. Dessa forma, Rubens Lopes, não poderá se candidatar na próxima eleição presidencial da FERJ.

Com informações da rádio Tupi.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui