Respectivamente, Pedro Paulo, secretário municipal de Fazenda e Planejamento, e Eduardo Paes, prefeito do Rio - Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

A partir de agora, o Auxílio Carioca, programa criado recentemente pela Prefeitura do Rio de Janeiro para ajudar financeiramente trabalhadores que foram prejudicados pela pandemia de Covid-19, terá um novo de grupo de pessoas incluídas.

A nova etapa do projeto, coordenado pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento, terá a inclusão de 1.087 novas famílias em situação de vulnerabilidade, que receberão R$ 200 cada, e 822 artesãos de feiras (Feirarte), que ganharão R$ 500.

Vale ressaltar que o secretário Pedro Paulo já havia confirmado o pagamento de uma segunda parcela de R$ 500 aos ambulantes de praia e a inclusão dos auxiliares, que recebem R$ 500 pela primeira vez. O benefício está disponível a partir desta quinta-feira (22/04) para quem recebe a segunda parcela e a partir da próxima segunda (26/04), para quem recebe a primeira. Para saber mais informações e checar se está no direito de receber, é necessário entrar no site oficial do auxílio.

”Estamos trabalhando com afinco, com uma iniciativa de transferência de renda que seja simples, fácil de ser acessada e sem filas, para apoiar a população mais afetada pelo agravamento da pandemia”, afirmou Pedro Paulo.

”Estamos focados em mudar as estruturas da política cultural da cidade e também em apoiar quem mais precisa neste momento”, citou o secretário de Cultura, Marcus Faustini.

”Com trabalho e comprometimento vamos levar dignidade a todas as pessoas em vulnerabilidade dessa cidade”, comentou, por sua vez, a secretária de Assistência Social, Laura Carneiro.

O recebimento do Auxílio Carioca da Prefeitura do Rio, vale ressaltar, não impede que o cidadão receba também o auxílio emergencial do Governo Federal.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui