Avenida Passos ganha corredor BRS para agilizar o deslocamento de quem usa transporte público

Avenida é uma importante via do Centro, liga a Avenida Presidente Vargas à Praça Tiradentes; Quem não respeita a faixa será multado em R$ 293,47

O BRS da Avenida Passos - Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

A partir da segunda-feira, (13/06), a Avenida Passos, no Centro do Rio, vai ganhar um corredor BRS (Bus Rapid System). A faixa seletiva, implantada pela Secretaria Municipal de Transportes e pela CET-Rio, é uma forma de agilizar o deslocamento de passageiros que utilizam transporte público.

Com esta inauguração, a cidade passará a ter 22 corredores BRS, que somam cerca de 57 quilômetros de extensão.

A Passos é uma importante via do Centro, liga a Avenida Presidente Vargas à Praça Tiradentes. Além da implantação da faixa, foram feitas melhorias na região como a criação de uma travessia com sinal de trânsito no cruzamento com a Rua Luís de Camões e a instalação de sinalização para a proteção de pedestres, pois as calçadas dessa rua são estreitas.

Além de encurtar o tempo de viagem dos ônibus, o BRS colabora com a organização do tráfego e contribui para a redução da emissão de gases poluentes. O corredor da Passos funcionará em dias úteis, das 6h às 21h, e a utilização será restrita a ônibus e micro-ônibus de linhas regulamentadas, táxis com passageiros e veículos que prestam serviço de socorro, fiscalização e preservação da ordem pública.

Quem não respeita a faixa comete infração gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Pelos registros da prefeitura, temos 57 km de corredores BRS. Mas quem é capaz de afirmar hoje quantos funcionam de fato? Dos que conheço apenas Marechal Rondon / 24 de Maio e mesmo assim apenas com a prioridade dos ônibus naquela fixa, distribuição por pontos já era, as placas hoje se ainda de pé estão arruinadas, fora as vendidas para ferros velhos. Os maiores, os de Copacabana, ninguém mais respeita, terra sem lei. Quanto a Presidente Vargas, esquece! A Candelária, antes centro financeiro nacional hoje é a maior rodoviária de ônibus urbanos da cidade ligando o nada a coisa alguma pelo VLT. O bonde, esse sim, destruiu os corredores da Rio Branco e Praça 15. Considerar a Avenida Passos, com uns 500 metros, como “O” corredor do centro é estranho, pois ela desemboca numa via estreita que é a Rua da Carioca. Tem corredor alí também? Se tiver vai engarrafar horrores. Também desvaloriza outras vias importantes da cidade como a Henrique Valadares, Almirante Barroso, Nilo Peçanha, Mem de Sá e Primeiro de Março que suportam a duras penas a função de ligação norte-sul. O Centro deveria sim ter transporte publico multi-oferta e integrado, prevalecendo ao particular e com custos diluídos e menores.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui