Projeto 'Bike Sem Barreiras'
Foto: Divulgação/Bike Sem Barreiras

No último domingo (07/07), estreou no Rio de Janeiro o projeto Bike Sem Barreiras, iniciativa do Centro Universitário Universus Veritas (Univeritas), localizado no Flamengo, na Zona Sul da cidade, que tem como foco principal a inclusão social, a partir da promoção de lazer para pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, expectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

A diretora da instituição, Adriana Garcia, ponderou a importância dos moradores do bairro para o projeto: ”Eles passavam e perguntavam tudo para nossa equipe, bem curiosos para entender do que se tratava. É muito importante esse apoio, já que eles podem indicar a atividade para outras pessoas, levando a informação para o público-alvo sobre a existência do Bike Sem Barreiras”, explica.

O superintendente da Zona Sul do Rio, Marcelo Maywald, também marcou presença e reafirmou que a região ansiava por uma atividade do tipo: ”O Parque do Flamengo é o maior parque urbano à beira-mar do mundo, e os habitantes daqui, assim como as pessoas que frequentam o local, precisavam de uma novidade de cunho social exatamente como esta que a Univeritas trouxe. Acredito que agora o ambiente será bem mais visitado e por um motivo nobre e justo”, comenta.

O projeto, que faz parte da área de Responsabilidade Social da Univeritas, é desenvolvido pelo Instituto Ser Educacional, e já na estreia chamou a atenção de pessoas para parcerias. Ainda na ocasião, todos os participantes recebem suporte dos coordenadores e alunos voluntários da universidade.

Os interessados em participar podem ir ao Posto 3 da Praia do Flamengo, todos os domingos, das 9h às 12h, e procurar a equipe da instituição na tenda da Univeritas para usufruir gratuitamente do serviço.

10 COMENTÁRIOS

  1. nao levem a mal
    depois que escrevi p a bike solicitando
    me disseram nao ser possivel
    fiquei triste.. minha filha c sindrome de Down usa rodinha e eu tambem
    parece que pensaram
    outros devem ter reclamado
    fiquei feliz
    o povo tem q reclamar mais
    até a proxima…….Enfermeira Alcione Bernacchi

  2. Parabéns a Universidade Universus e aos alunos autores do projeto.Espero que os governos utilizem tão boa ideia e dêem todo apoio a sua realização.
    Espero que a invenção já tenha sido registrada

  3. Ola, que iniciativa maravilhosa, eu gostaria de saber como faço pra comprar uma bicicletas voltadas a pessoas com mobilidade ,
    Por favor !

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui