A entrada do bairro

O Rio de Janeiro e seus achados. Em São Cristóvão, Zona Norte da cidade, encontra-se uma vila de casas que já foi comparada a um boêmio bairro francês. Conheça um pouco mais o Santa Genoveva.

O minibairro ou vila, hoje chamado de condomínio, foi construído em 1917, pelo Visconde de Morais, na região do antigo Morro do Breves. Devido ao estilo arquitetônico e à santa que tem o mesmo nome do local, ele logo foi apelidado de “Montmartre do subúrbio”.

Interior da vila

“O desenho das casas e o nome em homenagem à Santa Genoveva, que é a padroeria de Paris, provocaram essa relação com Montmartre, famoso bairro boêmio da capital francesa”, destaca o historiador Maurício Santos.

Localizado em uma colina que, já no tempo dos gauleses se destinava a lugar de culto e festas, Montmartre é chamado de “bairro dos pintores”.

SERGIO CASTRO - A EMPRESA QUE RESOLVE, desde 1949
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

O Santa Genoveva possui um grande portão em arco e um conjunto arquitetônico de casas coladas às Ruas Santa Genoveva, Gerontia, Santa Pastora, Lutécia, Severo, e Praça Nanterre. A entrada é pela Rua São Cristóvão.

Casa próxima à Igreja do Bairro

No alto do condomínio fica a capela em homenagem à Santa Genoveva.

A Igreja dentro da Vila

“É um local muito agradável de morar. Tem esse ar bucólico, de vila do interior, às vezes nem parece que estamos no Rio de Janeiro”, disse Antonio, ex-morador do Santa Genoveva.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui