Taça das Favelas

A molecada do Gogó da Ema, em Belford Roxo, venceu nos pênaltis a disputa da Taça das Favelas (masculino) e tirou por alguns dias a cidade das páginas policiais e sensacionalistas. Uma rápida pesquisa no Google, monstra os títulos das últimas notícias relacionadas a cidade. Vejam:

R7: Operação da Polícia Civil e Militar termina com 16 preso em Belford Roxo (RJ). 
R7: Operação combate roubo de cargas e prende 17 em Belford Roxo (RJ);
O Dia: Blindado atola na comunidade Gogó da Ema, em Belford Roxo;
Jornal Extra: Polícia prende gerente do tráfico do Gogó da Ema; e
O Globo: Bar em Belford Roxo abrigava 100 pessoas no momento da chacina.

Foi a primeira vez que os jovens do Complexo do Gogó da Ema participaram da Taça das Favelas que está em sua oitava edição. Tudo começou com uma peneira de 400 jovens, onde restaram apenas 30 desses que compuseram o elenco campeão.

Tinha tudo para não dar errado: pouquíssimo patrocínio, dificuldade para o uniforme, a cidade é a 95° entre 100 maiores do Brasil no ranking de saneamento básico do Instituto Trata Brasil, tem a pior escola pública do Estado do Rio de Janeiro, o CIEP 315 Grande Othelo, com nota 3,2 no IDEB (em escala de zero a 10) e outras questões graves como saúde e a violência. Deu certo! E os meninos negros, de cabelos tingidos de loiro levaram o nome da cidade para o mundo.

Nesta segunda-feira (29/07), vão ao Palácio Guababara, onde serão homenageados pelo Governador Wilson Witzel, que vai ter a chance de encontrar jovens da periferia órfãos de respeito, direitos, dignidade, que resistem e buscam seus sonhos todos os dias, mesmo sendo a PM o único órgão do Estado que batem (chutam) suas portas. 

O exemplo que dão através do esporte, pode ajudar o Governador, em mudar sua ótica de como pensa em combater a criminalidade. A receita atual, mata o agente de segurança, o traficante, o trabalhador/estudante inocente e suja mais ainda as mãos do Estado de sangue. Onde entra o esporte, a cultura, educação e as artes, não há espaço para coagir jovens ao tráfico. E isso, está provado e precisa começar!

A Taça das Favelas prova que pode ser oferecido outro caminho para nossa rapaziada, e assim como Gonzaguinha, eu, também acredito nela! Parabéns Comunidade do Gogó da Ema! Que o reconhecimento a vocês não fique apenas em uma recepção no gabinete do Prefeito (que diz amar futebol) e do Governador. Que práticas, ações e investimentos sejam feitos aí e em outras comunidades. Quanto ao mundo é incrível né mesmo?! Na semana em que a Globo chama a cidade de vocês de “inferno” em um episódio da novela “Malhação”, Belford Roxo vence a Taça das Favelas, transmitida ao vivo… na Globo. Baixada cruel os sinistro são de Bel!!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui