Foto: Mapa da Baixada Fluminense

Parlamentares da Câmara dos Deputados oficializaram, nesta quarta-feira (11/12), a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Baixada Fluminense do Estado do Rio de Janeiro. O objetivo do bloco parlamentar é unir esforços para discutir e resolver problemas relacionados a temas como Segurança Pública, Saúde, Educação, Transportes e Infraestrutura da região.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Uma das integrantes do bloco é a deputada Clarissa Garotinho (PROS), que, recentemente, reservou uma emenda com recursos de R$ 2,5 milhões para a construção do novo Hospital da Baixada Fluminense, a ser construído em Duque de Caxias. Ao todo, foram R$ 30 milhões em recursos de vários deputados para a construção dessa nova unidade.

“Precisamos nos unir para resolver os problemas da Baixada, que são imensos. É necessário existir uma integração entre a capital e os demais municípios da Região Metropolitana. Infelizmente, a cidade do Rio ainda não assumiu um papel de integrador, de facilitador de consórcios hoje existentes, como os de saúde, por exemplo”, disse Clarissa.

Para que a frente fosse criada, era necessário o apoio de 170 deputados federais. Como o Estado do Rio tem 46 representantes na Câmara, parlamentares de outras federações também assinaram o pedido de instalação, num total de 219.

É muito importante essa ideia, pois, como sabemos, a Baixada Fluminense passa por muitos problemas. Sobretudo nessas áreas centrais, como saúde, segurança e educação”, disse Marroni Alves, colunista de Baixada Fluminense no DIÁRIO DO RIO.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui