Banda Fim da Farsa leva o rock nacional para o palco do Teatro Rival neste sábado

Com uma pegada autêntica e visceral, Fim da Farsa lança seu primeiro álbum. As influências musicais vão de Jimi Hendrix a Alice in Chains.

Fim da Farsa traz um legítimo rock nacional, dando um frescor no cenário atual. Foto: Divulgação


Fim da Farsa traz um legítimo rock nacional, dando um frescor no cenário atual. A banda carioca surgiu em 2019, no encontro de músicos do Rio de Janeiro, trazendo toda a atitude e energia em suas composições. Com uma pegada autêntica e visceral, Fim da Farsa lança seu primeiro álbum, alusivo ao nome da banda. As influências musicais vão de Jimi Hendrix a Alice in Chains (essas referências já dizem tudo), mas traduzidas em um som rico e bastante original.

O repertório será de pura adrenalina, com músicas autorais e inéditas como “Jogo Sujo”, “Porta do Futuro”, “Tela”, “Blindar”, “Outro de Mim”, entre outros. Mas também, propositalmente, trazem para o palco músicas dos gigantes do rock nacional, onde prestam homenagens para Titãs, com “Lugar Nenhum” e “Bichos Escrotos”, Barão Vermelho com “Pense e Dance”, além de “Mensagem de Amor” de Paralamas/Leo Jaime e o clássico “Vida Bandida”, de Lobão. A noite promete ser nostálgica e também com novos sons e melodias. O quarteto propõe renovação e um resgate do rock nacional!   

O grupo é formado por Rodrigo El-Hayck nos vocais e guitarra, Léo Manssur no baixo, Thomaz Guimarães na guitarra e Rodrigo Arruda na bateria. Vale dar uma conferida. Uma produção e direção de Djalma Marques e realização: Scorpion Show Prod.

Protocolos de segurança contra Covid-19:

Segundo decreto municipal sobre o público nas casas de espetáculo, o Teatro Rival Refit está autorizado a funcionar com lotação máxima, mas continuará com os processos de higienização e sanitização, feitos por empresa especializada antes de cada show.

O uso de máscara ainda é obrigatório, assim como a apresentação do comprovante de vacinação – carteira de vacinação digital do ConecteSUS, a própria caderneta física ou um papel timbrado da Secretaria Municipal de Saúde – para entrar no Teatro Rival Refit. A regra da Prefeitura do Rio vale para todas as casas de show e outros lugares públicos fechados.

O Teatro Rival Refit começa a receber o público uma hora antes, com som ambiente, ar condicionado e serviço de bar, seguindo, claro, todos os protocolos sanitários para proteger público, artistas e funcionários.

Na entrada, todos terão temperatura aferida, e haverá dispensers de álcool 70° em gel distribuídos pelas dependências do teatro.

Clientes só podem retirar a máscara para o consumo de bebida e comida, sentados em seus devidos lugares.

Serviço:
Show dia 29/01 (sábado), às 20h (Abertura da casa: Uma hora antes do show)
Local: Teatro Rival Refit. Endereço: Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – RJ
Link para compra dos ingressos:  https://bileto.sympla.com.br/event/71194/d/123919
Horário de funcionamento da bilheteria: de quarta a sexta – das 15h às 20h / sábado e feriados –  das 16h às 20h30
Ingresso: Inteira  R$ 50,00
* antecipado R$ 25,00 – levando um kg de alimento não perecível, que será doado para o Retiro dos Artistas
* Meia R$ 25,00

Formada em cinema e jornalismo. Também trabalha como assessora de imprensa, locutora e repórter de TV. Escreve em sites e blogs desde 2002. Passou pelas redações do Jornal do Brasil e O Dia. Em 2012 fundou o blog Bonde da Bardot, sobre animais e meio ambiente.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui