Bar da Cachaça (Foto: Reprodução Internet)

Uma relíquia com a cara do Rio de Janeiro na esquina da Avenida Mem de Sá com a Rua Gomes Freire na movimentada Lapa, região central da Cidade Maravilhosa. Esse é o icônico Bar da Cachaça, ou Casa da Cachaça, um dos espaços mais cariocas que existem.

A Casa, famosa, como o próprio nome sugere, pela comercialização da cachaça, esse líquido precioso que rasga nossas entranhas, se tornou um point da noite no Rio. Seja antes de ir em um show nas inúmeras casas de espetáculo ou boates da Lapa, ou mesmo para encerrar a noite de bebedeiras, o Bar da Cachaça é a melhor pedida.

Se você está buscando luxo, conforto ou requinte, essa matéria não para você. Obrigado pela visita. O Bar da Cachaça não foi concebido com essa proposta. No espaço, pra lá de democrático, a lei é alegria, interação e calor humano, com mesas e cadeiras exprimidas na calçada e muita risada adentrando a madrugada.

Ao longo dos anos, a Casa acabou se tornando um espaço “cult” da cidade, atraindo o público jovem de todas as áreas do Rio. E não é pra menos, o bar é a expressão mais honesta e genuína da irreverência e boa malandragem carioca.

Esse verdadeiro patrimônio cultural da cidade, fundado em 1960 e tombado no fim de 2012, conta com centenas de milhares (não é exagero) de rótulos da “branquinha“. Itens raros, coisa fina de colecionador, convivem harmoniosamente com marcas mais populares.

Variedade de rótulos no Bar da Cachaça (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Já as doses, vendidas em pequenos copos, também fazem sucesso, em especial as de gengibre, maracujá, banana ou até amendoim. Um deleite de sabores para apreciadores da bebida e leigos que só querem “experimentar“.

Mas nem todo mundo vai ao Bar da Cachaça para beber cachaça, (por mais curioso que isso possa parecer). Alguns preferem a boa e velha cervejinha, que sempre, sem exceção, está trincada de gelada. Ainda há opções de drinks, entre eles, a caipirinha, aclamada pelos gringos.

Para petiscar, porque não é legal beber de estômago vazio, os quitutes preferidos dos cariocas, como o bolinho de aipim e bacalhau, croquete, batata frita, pizza, entre outros.

Não sabemos exatamente se existe algum motivo específico para o Bar da Cachaça ser esse fenômeno cultural. Talvez pela emblemática localização na Lapa, pelo público, ou mesmo pelas infinitas opções de cachaças oferecidas, mas uma coisa é certa, quem vai, sempre quer voltar.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

1 COMENTÁRIO

  1. E, praqueles que preferirem um ambiente mais gourmet, tem pertinho deles, na esquina da Mem de Sa com a Inválidos, o Cachaça Social Club, que possui diversos drinques de cachaças mineiras e paratianas e um Mini Alambique onde o dono faz uma apresentação de como se dá o processo desde moer a cana até virar cachaça!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui