Eventos Voltando
O DIÁRIO DO RIO cobre a cidade faz 15 anos e desde março de 2020, os eventos sumiram por causa da pandemia. Mas a cidade vai voltando aos trilhos, a percepção é de que essa semana de início de primavera muitos eventos espalhados pela cidade vão surgindo.

Restaurantes abrindo
Restaurantes, bares, sorveterias também vão abrindo por toda a cidade, Zona Sul, Norte, Oeste e Centro. É o Rio voltando a crescer.

Trabalho fácil
Ser Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro deve ser um trabalho bem tranquilo, ao ponto do ocupante do cargo ter tempo pra ficar divulgando aulas de surfe na Praia da Barra.

Restaurante Popular
R$ 5 milhões de emenda parlamentar da deputada Clarissa Garotinho para os restaurantes populares no Rio de Janeiro estão parados esperando que o governo lhes dê destino. Enquanto isso tem gente passando fome na rua.

Em Madureira
No restaurante popular de Madureira, que tanta gente alimentou, encontra-se abandonado. Vale lembrar a frase de Betinho “Quem tem fome, tem pressa”.

Aliada
E olha que Clarissa é aliada de Bolsonaro e de Claudio Castro. Será apenas falta de boa vontade de ajudar os mais pobres?

Ou era
Pelo menos era aliada até ontem… O secretário de Governo, Rodrigo Bacellar, é adversário da família Garotinho. Mas nada que não se resolvesse politicamente. Até agora.

Nem na máfia
Mas Bacelar atravessou o Rubicão da política e atacou a esposa do prefeito Wladimir Garotinho. Até na máfia se respeita a família do adversário, pegou muito mal.

Problema gigante para Castro
O governador Claudio Castro agora não tem só uma batata quente, mas uma jaca inteira pegando fogo para resolver. O grupo dos Garotinho é um dos mais fortes no interior do estado, sem eles sua candidatura será muito mais penosa.

Lá vem o DO
Se quiser manter o apoio da família, deverá colocar o nome de Bacellar no DO o mais rápido possível.

Se a moda pega
Se Carlos Bolsonaro for condenado pelas rachadinhas e funcionários fantasmas, vai ter muito político no Brasil torcendo para que a moda não pegue. É capaz de nunca mais ter quórum em nenhum Legislativo, municipal, estadual e federal.

E o cordão dos puxa sacos
O governador Claudio Castro e o presidente Bolsonaro sofrem com os puxa sacos. Chega a ser vergonhoso os tweets de alguns políticos sobre eles, de dar vergonha alheia.

Lembre-te que és mortal
Falta um assessor para, assim como com os generais romanos, lembrar que são mortais e que digam “Respica te, hominem te memento

Volta aos holofotes
A entrevista de Cesar Maia ao O Globo mostra que ele ainda continua um dos maiores conhecedores da política do Rio e do Brasil.

Bom retorno
Maia tinha se recolhido para não tirar as luzes do filho. Mas com Rodrigo Maia secretário em São Paulo, alguém do grupo precisa se posicionar no Rio.

Mas e o DEM
O DEM do Rio acabou, se a fusão do PSL confirmar, será espantoso se ficar 3 parlamentares. Isso contando vereador da capital, deputados estaduais e federais.

Nem os Malafaia
Nem o grupo de Malafaia deve continuar, especialmente se o novo partido não se posicionar a favor do Presidente Bolsonaro.

Melhor que muito juiz
O secretário de meio ambiente, Eduardo Cavalieiri, em apenas uma ação contra a construção de um condomínio da milícia, deu um prejuízo aos criminosos de R$ 20 milhões.

Terceira dose
Daniel Soranz
só está esperando uma manifestação do Ministério da Saúde para começar a dose de reforço para os profissionais de saúde do Rio. #VamosVacinar

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui