Bastidores do Rio – 18/4/22

Cultura do Estado passa a investir Off-Capital e a da cidade Off-Zona Sul, Guarda Municipal é a vergonha do Rio, Rodrigo Neves sozinho

Quintino Gomes Freire| Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Investimento off-Capital
A secretária de Cultura do Estado, Danielle Barros, fez uma mudança de gestão. Se antes 5% do investimento do setor ia para o Interior e Baixada, hoje são 60%. Mas seria bom olhar para alguns equipamentos como o Teatro Villa Lobos, que está em ruínas.

Investimento no Subúrbio
Já na Prefeitura do Rio, o secretário de Cultura, Marcus Faustini, também aposta no off-Zona Sul e Centro, com olhar especial para os subúrbios cariocas. Novamente, Zona Sul e Centro já tem seus equipamentos culturais consagrados e não precisam de investimento.

É necessário?
É realmente necessário o Spam de políticos de Feliz Páscoa? Antes era por carta, passou para o e-mail e agora é no WhatsApp.

Vergonha do Rio
A Guarda Municipal da Cidade com uma soma de incompetência, inoperância e corporativismo tem se tornado a vergonha do Rio.

Segurança Presente
Se continuar deste jeito, é melhor dar as funções da Guarda Municipal para o Segurança Presente.

Prova
Basta ler os comentários no artigo de Pedro Duarte sobre a escala da Guarda Municipal, que é um disparate. Os guardas se colocam acima dos trabalhadores cariocas.

Marinheiro só
Sem o PSD e nenhum outro partido forte como aliado, Rodrigo Neves vai caminhando para uma eleição sem aliados.

Sem força na capital
O PDT tem apenas um vereador na capital e um deputado estadual. E ele ainda tem de explicar a prisão.

Romário vice
Boatos dizem que Romário pode ser vice de Cláudio Castro. Logo ele que não gosta de ficar na reserva.

Só alegria
Washington Fajardo é só alegria com os sucessos do Reviver Centro.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui