Durante encontro realizado com jovens, na tarde desta terça-feira (13), a candidata da coligação “É a vez do Povo” à prefeitura do Rio de Janeiro em 2020, Benedita da Silva, solidarizou-se com a ex-colega de partido Marina Silva, que teve o nome retirado da lista de personalidades da Fundação Palmares por ordem direta de seu presidente, Sérgio Camargo. Ele fizera o mesmo com a própria Benedita há duas semanas.

Marina é uma personalidade reconhecida nacional e internacionalmente, defensora dos indígenas, do meio ambiente e do povo nergro brasileiro. Ele (Camargo) mais uma vez comete um crime contra personalidades vivas que representam a maioria da população, que é de negros e negras“, afirmou Benedita, lembrando que racismo é crime inafiançável.

“Temos que entrar com uma medida coletiva não só para que ele (Camargo) saia, mas para que o governo seja responsabilizado por colocar nesses espaços de promoção da comunidade negra alguém que age como capitão-do-mato, repito, capitão-do-mato, tirando da história do Brasil pessoas que representam o povo negro“, declarou a candidata.

Atitudes como essa, acrescentou Benedita, “só depõem contra o próprio governo, que acha que a escravidao foi benéfica, que pesa os quilombolas por arroba, que deixa ter queimada nas terras indígenas, que não conhece a história do Brasil e não gosta de gente”.

Agenda com a juventude

A candidata esteve com jovens de movimentos como a União Juventude Socialista (UJS), Levante Popular da Juventude e Juventude do PT.

Acompanhada de sua candidata a vice, Enfermeira Rejane, Benedita apresentou programas e planos para aqueles que são o futuro da cidade.

A juventude do Rio de Janeiro está triste, sem perspectiva. Precisamos recuperar a alegria e o protagonismo desses meninos e meninas que são a alma e o coração do Rio”, disse a candidata.

O encontro foi na sede do Sindimetal, o Sindicato dos Metalúrgicos do Rio, em um belo edifício inaugurado pelo presidente João Goulart em São Cristóvão, na Zona Norte.

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) também participou do evento.

Volta às aulas

Sobre a volta às aulas, Benedita disse que o ensino não será como antes.

Então precisamos garantir a inclusão digital para os alunos da rede pública, com a distribuição de equipamentos para que todos e todas possam, de fato, ter direito ao ensino à distância“, afirmou.

Ela dedicou atenção especial à questão do emprego e formação profissional.

O Banco do Povo oferecerá linhas especiais de crédito para jovens empreendedores. Vamos criar escolas técnicas e revitalizar a região do Porto. Ali vamos criar um grande polo artístico voltado para o segmento audiovisual. Isso irá gerar emprego para centenas de jovens” completou.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui