Fila para entrar no Bottle's Bar e no Little Club, que compõem o Beco das Garrafas, antes da pandemia - Foto: Divulgação

Um dos principais redutos da bossa nova no Rio de Janeiro, o tradicionalíssimo Beco das Garrafas, localizado na Rua Duvivier, em Copacabana, na Zona Sul da capital fluminense, está lutando para sobreviver em meio à crise econômica ocasionada pela pandemia do Coronavírus.

Entrada do Beco das Garrafas, na Rua Duvivier, em Copacabana – Foto: JR/Riodejaneiroaqui.com

Inaugurado no fim da década de 1950, o Beco já recebeu grandes nomes da música brasileira, como Elis Regina, Wilson Simonal, Claudette Soares, Alaíde Costa, entre diversos outros. Por cerca de 30 anos, no entanto, ficou fechado, mas foi retomado em 2014 pela empresária e cantora Amanda Bravo, filha do músico Durval Ferreira – também frequentador do local – e seu sócio Sérgio De Martino. De lá para cá, o espaço conta com 2 estabelecimentos: Bottle’s Bar e Little Club. Antes da pandemia, eles funcionavam de domingo a domingo e costumavam receber de 2 a 5 shows por dia, sempre dando oportunidade a novos artistas.

Beco da Garrafas em 2014, ano de sua reabertura – Foto: Fernando Quevedo/Agência O Globo

Fechado desde março, o Beco das Garrafas, segundo Amanda, funciona mais como uma casa noturna do que propriamente como um bar, e, por isso, segue sem previsão de reabertura. Então, para conseguir mantê-lo, a proprietária criou duas campanhas de financiamento coletivo na internet. A primeira, pelo site Kickante, já encerrada, arrecadou pouco mais de R$ 4 mil, valor inviável para as pretensões iniciais. Já a segunda, ativa atualmente, pela plataforma Vakinha, até o fechamento desta matéria tinha R$ 8.215 arrecadados de um total previsto de R$ 20 mil.

Camila Pitanga, junto com Marcos Valle, se apresentando no Beco das Garrafas

Amanda faz questão de ressaltar que a arrecadação não é por ”luxo”, mas sim para ”conseguir continuar fechado sem dívidas”, sem que seja necessário, por exemplo, vender equipamentos de som para quitá-las. Além disso, ela diz que, quando reabrir, o Beco das Garrafas precisará se adequar às medidas de segurança, como colocar mesas do lado de fora, então parte da renda angariada também será para esse tipo de investimento.

”Se, com essa vaquinha, conseguirmos nos manter fechados por mais 2, 3 ou 4 meses sem precisar vender nada, seria ótimo. E precisaremos também adequar a casa às regras sanitárias, colocando mesas do lado de fora e reformando o banheiro. Sendo que, nesse momento, estamos totalmente sem dinheiro, então essa ajuda do público é fundamental. A gente costuma receber cerca de 150 músicos por mês. Se cada um deles puder contribuir com R$ 20, por exemplo, já ajudaria muito”, disse Amanda.

No dia 08 de janeiro de 2017, o DIÁRIO DO RIO contou a história do Beco das Garrafas.

SERVIÇO

Beco das Garrafas

  • Endereço: Rua Duvivier, 37 – Copacabana – Rio de Janeiro/RJ
  • Casas: Bottle’s Bar | Little Club
  • E-mail: shows@becodasgarrafas.mus.br
  • Telefone: (21) 96800-8683
  • Financiamento Coletivo

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui