Bernardinho

Pelo jeito só Aécio Neves, pré-candidato do PSDB a presidente da República, ainda acreditava que o técnico de vôlei, Bernardinho, seria candidato a governador do Rio de Janeiro pelo seu partido. Pois hoje, véspera de carnaval oficializou a recusa a ser candidato, apesar de ter para mim que se oficializa candidatura, mas vá lá…

Bernardinho enviou uma carta para Aécio, agradecendo que tenham pensado nele como candidato e não se opondo, a no futuro, ser candidato a algum cargo pelo partido. Leia:

A oportunidade que você e o PSDB me apresentaram, de participar de forma mais ativa da vida política do nosso país, me tocou profundamente. Pelo amor que sinto pelo meu país e por acreditar no projeto que você lidera, a decisão se tornou ainda mais difícil. Mas após muita reflexão, concluí que no momento essa não é uma opção para mim e minha família.

Sem fechar as portas para a chance de, no futuro, voltarmos a discutir uma possível candidatura, quero me colocar à sua disposição para, no Rio ou em qualquer outra parte do Brasil, acompanhá-lo e ao seu lado ajudar a escrever novas e belas páginas da história do nosso Brasil

Pessoalmente achava a ideia de Bernardinho candidato de uma imbecilidade completa que só poderia vir da cabeça de marqueteiro. Não, não acho o Bernardinho má pessoa, mas nunca foi o tipo de atleta que mostrasse interesse em política, como o Romário que já brigava com CBF quando era jogador, ou um artista mais engajado, como é exemplo o Luciano Huck, ou o Gregório Duvivier (por mais fora de órbita que seja).

O PSDB então fica, no momento, sem candidato próprio, caminha para apoiar Cesar Maia (Democratas) se houver alguma pretensão de ter um bom palanque para Aécio em nosso estado. Por outro lado o tucano tem se aproximado cada vez mais de Sérgio Cabral (PMDB) e Eduardo Paes (PMDB), mas alguém precisa falar para ele que é mais fácil perder voto com estes dois como cabo eleitoral do que ganhar. O meu perderia…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui