Compromisso com reflorestamento e fiscalização mais rigorosa de irregularidades na orla do Rio. Esses são alguns dos projetos do novo Secretário Municipal de Meio Ambiente, Bernardo Egas, que assumiu a pasta há pouco mais de uma semana. O novo parlamentar, substitui o antigo secretário Marcelo Queiroz.

Aliás, a palavra “novo” se aplica literalmente para o secretário, Bernardo Egas, que tem 33 anos, e é considerado um dos expoentes da chamada renovação política do Rio de janeiro.

O novo secretário é servidor concursado, formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), pós graduado em liderança e gestão pública pelo Centro de Liderança Pública (CLP), com módulo internacional na Universidade de Harvard.

Além disso, Egas foi Subsecretário de Administração, Presidente do Instituto de Previdência e Assistência do Município (PREVI-RIO) e Diretor de Administração e Finanças da RIOLUZ.

Em sua primeira semana de trabalho, o político já deu uma mostra do que parece, que será o tom de sua gestão. O secretário liderou uma equipe da Patrulha Ambiental, brigada da secretaria encarregada de fiscalizar irregularidades, durante fiscalização que foi averiguar uma denúncia de vazamento de óleo no espelho d’água da Lagoa Rodrigo de Freitas.

Inclusive, o comprometimento com o cartão postal da Zona Sul é o outra prioridade da gestão de Egas.

Teremos um olhar cuidadoso com a Lagoa Rodrigo de Freitas. A qualidade da água como um todo é algo que nos preocupa. Não só a água da lagoa, mas também das praia, dos chuveiros utilizados pelos banhistas na orla, etc“.

Egas também se mostra atento com a questão do reflorestamento na cidade e afirma que vai direcionar esforços para essa agenda. Sobretudo para o plantio Floresta dos Atletas, que desde os Jogos Olímpicos da Rio 2016 tem sido promessa do poder público e da Floresta da Zona Oeste, que segundo Egas, tem potencial da Floresta da Tijuca.

“O Rio é uma cidade privilegiada pela natureza e cabe a nós zelarmos por esse patrimônio natural. Nossa cidade é reconhecida mundialmente por isso“.

O secretário ainda confirmou que no próximo dia (07/11), o vice prefeito de Tel Aviiv, uma das principais cidades de Israel, chegará ao Rio para uma espécie de intercâmbio ambiental entre os governos. A intenção de Bernardo Egas é apresentar os projetos da secretaria e trocar experiências que podem ser aplicadas à Cidade do Rio.

“Podemos aproveitar essa visita de várias maneiras, desde usar a tecnologia para desburocratizar licenciamentos, até implementar o uso de drones no patrulhamento florestal, por exemplo. Temos grandes desafios e agradeço a confiança do prefeito Marcelo Crivella em me escolher para o cargo”, concluiu o secretário.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui