Banda de Ipanema / Foto: Reprodução Internet

A ideia da Prefeitura do Rio de Janeiro, de colocar os desfiles dos grandes blocos da Zona Sul somente pela manhã, não agradou as agremiações. Os grupos se manifestaram, em nota, contra o plano da gestão Crivella.

As medidas foram tomadas depois da passagem do Bloco da Favorita, no último domingo, que terminou em confusão.

A agenda de blocos de carnaval do DIÁRIO DO RIO já está no ar.

Confira a nota oficial dos bloco:

O Simpatia É Quase Amor, a Banda de Ipanema e todos os blocos da Sebastiana repudiam a decisão da Prefeitura de alterar os horários de seus desfiles para às 7h da manhã, quando se apresentam os chamados megablocos no Centro do Rio. Segundo a Riotur, a medida evitaria o deslocamento de foliões entre os bairros.

Trata-se de uma decisão arbitrária, sem qualquer base, fundamento ou justificativa. Sem nenhuma chamada para o diálogo. Uma decisão tomada, como já esperávamos, a partir do episódio envolvendo a apresentação do “Bloco” da Favorita, no último domingo, que, anunciada como a abertura oficial do carnaval carioca, levou o caos à Copacabana como resultado de um evento mal planejado e mal organizado e, pior, sem qualquer ligação com o Carnaval de rua do Rio de Janeiro.

O Simpatia É Quase Amor desfila há 36 anos e a Banda de Ipanema, 56 anos, nos mesmos dias, horários e percorrendo o mesmo trajeto. Em todos esses anos, JAMAIS foi registrado qualquer problema de segurança. O Simpatia e a Banda de Ipanema são tradicionais e de família, criados em Ipanema, fundados por moradores e com total identificação com o bairro. Não é verdade, ao contrário do que dizem os representantes da Prefeitura, que a mudança de horário imposta ao nosso e a outros blocos tradicionais, como a Banda de Ipanema, impedirá a migração de foliões.

Os blocos vêm planejando seus desfiles desde maio de 2019, em reuniões com todos os órgãos públicos e a mediação do Ministério Público. Foram meses de trabalho em participamos de todas as etapas. Nesse período, obtivemos as autorizações da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da Guarda Municipal e do Ministério Público e também da Riotur que só permite o desfile depois da liberação do projeto por todos os órgãos de segurança, como nós temos.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Não aceitaremos mudanças impostas sem qualquer consulta ou negociação e nem medidas de última hora que prejudiquem milhares de cariocas e turistas que procuram o Simpatia e a Banda de Ipanema apenas para brincar, cantar e se divertir de forma saudável.

O Simpatia é quase amor e Banda de Ipanema são agremiações responsáveis pela retomada do carnaval de rua no Rio, por ocasião antes mesmo da abertura política, e não se curvará a uma decisão sem diálogo, unilateral e equivocada.

5 COMENTÁRIOS

  1. Tá mais que certo…
    Quem vai pra se divertir esquece que nem todo mundo gosta, e muito menos lembra que tem gente que mora nesses bairros e é prejudicado e agora pelo menos vai ser prejudicado somente na parte sa manhã.
    Não gosto desse prefeito, mais aprovei a idéia.

  2. A prefeitura quer tirar responsabilidade pelo antecipação do carnaval, e tudo isso em cima da hora.
    Mas é ano de eleição, e a múmia acha que somos idiotas.

  3. Parabenizo o Prefeito por essa decisão. O Restante da população não pode ficar refém de vândalos que usam o carnaval para fazerem suas ” barbáries”. Se não há controle, que se restrinja. Sempre fui à carnaval de rua. Mas ultimamente, devido ao grande número de irregularidades e insegurança, não vejo outra alternativa.

  4. Aí essa representante do Sebastiana está é querendo de mais!!!
    A Prefeitura, embora não esteja em seu favor a questão totalmente, especialmente por ser em cima da hora, no entanto, age no legítimo interesse público e segundo o poder que tem.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui