Blogueira do Rio, escritora e estrela de TV, conheça a ovelhinha Rebeca, sucesso nas redes sociais

Mascote da Cidade Maravilhosa, Rebeca é figurinha carimbada na orla do Rio, além de brilhar entre celebridades e inspirar artistas

Rebeca e seu dono, o bancário Evilásio (Foto: Reprodução Instagram)

Muitos cariocas têm um bichinho de estimação em casa, geralmente um cachorro, um gato, passarinho ou hamster, mas poucos tem uma ovelha que é influencer digital, brilha nas redes sociais com fotos em cenários paradisíacos e turísticos do Rio e ostenta a marca de mais de 16 mil seguidores no Instagram. Essa é a rotina de pop star da Rebeca, uma ovelhinha negra simpática que virou mascote da Cidade Maravilhosa ao viralizar na internet.

Com seu característico lacinho rosa, a ovelha, que alguns desatentos confundem com uma cabra, virou um hit não só nas praias, mas também em museus, centros culturais e até no Projac, o centro de produção televisiva da Rede Globo. Andarilha da cidade, Rebeca já tomou café da manhã com a apresentadora Ana Maria Braga e a ex-BBB Laís Caldas, no programa “Mais Você”. Além disso, em breve, ela vai lançar um livro ilustrado contando a sua história.

Porém, aqui no DIÁRIO DO RIO, você já pode aproveitar uma prévia da biografia de Rebeca, que por onde passa chama atenção com seu carisma, gingado e fofura. Não é difícil encontrá-la passeando na orla da Zona Sul. Muitos pedem para tirar uma foto e fazer um carinho. Manhosa, Rebeca “atende” todos os fãs. (veja fotos abaixo)

O dono da Rebeca é o bancário Evilásio, morador da Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, que a adotou no dia 20 de julho de 2020 e, desde então, se tornou amigo inseparável da mascote. Ele conta que naquele ano, no auge da pandemia de Coronavírus, sofria com crises de ansiedade e foi indicado por um terapeuta ter um animal para lhe fazer companhia.

Eu decidi adotar uma ovelhinha por ser uma espécie parecida com uma que já tive na infância, que era uma cabrita. Então conversei com um criador de ovinos e falei com ele sobre a minha intenção de adotar uma ovelhinha quando houvesse um caso de rejeição pela mãe no nascimento. Foi o que aconteceu com Rebeca, que foi adotada por mim no dia seguinte ao nascimento. Fui buscá-la em Miguel Pereira, no interior do estado do RJ“.

A partir daí, Evilásio conta que começou a caminhar com a ovelha próximo de sua casa, mas, após o recomendação de um amigo, passou a levar o bichinho para suas idas à praia. Não deu outra, Rebeca fez o maior sucesso com os banhistas e rapidamente ganhou fama.

“Eu costumava caminhar com ela num corredor esportivo próximo a minha casa, e foi aí que um amigo João Vicente, que dá aula de educação física chamou pra levar a Rebeca pra passear na praia de Ipanema. Desde então viralizou e foi um sucesso”

O tutor ainda revela que o roteiro da ovelha vai muito além das praias. Atualmente a dupla está fazendo um tour pelos museus de arte do Rio.

Cuidados

Para conseguir manter a agenda de compromissos, o bancário revela os cuidados que tem com o animal de estimação, incluindo uma dieta balanceada e procedimentos higiênicos, estéticos e de saúde.

Os cuidados com a Rebeca é manter as vacinas dela em dia. Na alimentação não pode faltar o feno, pois ela é ruminante e precisa do volumoso para o bom funcionamento do rumen, ela também come frutas, alfafa, sal mineral, farelo de soja e milho. A Rebeca tem parceria com o petshop e toma banho uma vez por mês. A tosa nós mantemos apenas no verão por conta do calor, mas de qualquer forma a lã também forma uma barreira térmica contra o calor“.

Tida como uma filha, Rebeca vive na mesmo apartamento que Evilásio, na Ilha do Governador. Ele afirma que ainda hoje trata o distúrbio emocional do qual foi vítima, e que a companhia da Rebeca e os passeios fazem parte da terapia.

“A Rebeca se tornou um animal de suporte emocional, por isso ela acessa alguns lugares que ainda não são petfriendly”.

Convites

Muito requisitada, Rebeca já foi convidada para visitar uma exposição de arte do músico e artista plástico Noé Klabin, que até enviou um motorista pra vir buscá-los.

Além disso, Rebeca também foi chamada pela Gerente de Operações do Museu de Arte do Rio para visitar o MAR e fez parte do cenário de fazenda na abertura do programa papo de segunda do GNT, junto com o rapper Emicida.

Rebeca também se tornou inspiração para as artes. Já tendo sido pintada em uma tela por uma artista plástica da Ilha e virado personagem em um cordel feito por uma professora da rede pública.

Para quem quiser conhecer o animalzinho símbolo do Rio, Rebeca estará neste sábado (27/08) em uma visita ao Vegan Vegan, um restaurante vegano e petfriendly em Botafogo, na Zona Sul.

“São muitos convites, mas eu sempre me atento à causa, pois a Rebeca é ativista pela causa animal. Além de incentivar a arte e a cultura, nós falamos do amor pelos animais e a natureza”.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui