No almoço com empresários, que aconteceu nesta quinta-feira, 17/06, em um hotel na Barra da Tijuca, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) disse que existe uma possibilidade de um grande investimento na Bacia de Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro.

“Tem uma oferta de um país árabe feita diretamente ao presidente para investir 1 bilhão de dólares na Bacia de Angra. Mas pra isso precisa aprovar uma lei ambiental nova. Artur Lira está trabalhando para conseguir aprovar no senado”, declarou Bolsonaro.

Além do presidente e do governador Claudio Castro, estiveram presentes nomes como José Isaac Peres, proprietário da Multiplan; Carlos Fernando de Carvalho, dono da construtora Carvalho Hosken; Rodolfo Landim, presidente do Flamengo; Antonio Queiroz, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio); e Claudio André de Castro, diretor da Sérgio Castro Imóveis.

10 COMENTÁRIOS

  1. Muitas pessoas que moram na costa verde desmataram para construir suas casas, tem.muitas invasões, as comunidades crescendo e não vejo tanto estardalhaço.
    A muitos anos atrás foram demolidas casas de alto padrão no Itanhangá mas as de baixa renda continuam a crescer, muitos prédios sem alvará e cálculos.

  2. Certas áreas não comportam grandes movimentações turísticas, resorts e cruzeiros. Não estou dizendo que é o caso da bacia de Angra, mas é essencial, antes de mais nada, ouvir especialistas da área ambiental. A exploração turística tem que ser de acordo com a manutenção da fauna, flora recursos hídricos etc. Parece óbvio, não? Mas não é o que Bolsonaro pensa, e isso ele já demonstrou diversas vezes.

  3. Urgente que libere os Cassinos para os Hotéis, Resorts.
    O Estado do Rio de Janeiro agradece pelos serviços que vão ser criados por conta da atração de milhares de turistas.

  4. Esses governantes, acham q votariam dinheiro por nada, os olhinhos brilham com as comissões.
    Canalhice em cima de canalhice…

  5. E povo que só fala besteira, pra que que existe fiscalização e orgãos ambientais. Se não se acredita nessas entidades para que servem.

    • Existe o RIMA para isso, que com o EIA fazem levantamento e estudo.
      Não adianta ficar aí que nem um bocó condenando com discurso já produzido e desgastado, o estado precisa de investimento e desenvolvimento. No INEA existem técnicos mais chatos e contrários a tudo, inimigos prováveis do presidente como você, se aprovarem….

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui