O dia 4 de julho pode ser o dia de se comemorar a Independência dos Estados Unidos, mas por aqui também vai ser dia do lançamento da cerveja CAPITOL, da Cervejaria Serra Verde Imperial, cerveja do estilo American Strong Pale Ale, puro malte forte clara.
Assim como no Capitólio americano muitas decisões são “tomadas” aproveite e tome a decisão de beber a Capitol!
Vou colocar a lista de alguns bares do Rio onde serão lançadas essa maravilha e para não perder todas as novidades siga a Cervejaria Serra Verde Imperial nas redes sociais.

A Capitol faz parte do portfólio de cervejas da Cervejaria Serra Verde Imperial que também produz a marca Máfia vencedora de uma medalha de Ouro no Mondial de La Biere de 2016, a cervejaria fica em Itaipu e tem sua fábrica própria, que está em fase de últimos retoques para logo abrir a visitação ao público entusiasta da cerveja.
A cervejaria é fruto do sonho de 5 amigos que em 2014 almejaram esse projeto, logo após uma palestra onde foram desafiados por um Mestre cervejeiro que praticamente disse que era impossível alguém não gostar de cerveja, por causa da quantidade de estilos e variações.
É claro que o Mestre acredita que se você não gosta ainda, logo vai encontrar um estilo favorito, assim como um dos sócios que não era fã mas passou a amar a cerveja (não vou revelar o nome rs, fiquem tranquilos).

Bem que poderia pegar o gancho americano e ser feriado aqui também, nesse Independence Day beba com moderação.

Lista de bares onde será lançada a CAPITOL
Botto Bar – Barra e Praça da Bandeira
Salutem – Copacabana
Birra Bar – Barra da Tijuca
Melhores Cervejas do Mundo – Copacabana
Sabor do Queijo – Botafogo
Fabrica Nomade – Jacarepagua
A Fonte – Recreio dos Bandeirantes
The Cannibal – Cobal Humaita
Casarão 1903 – Botafogo
Armazem São Jorge – Niteroi
Fina Cerva – Niteroi

Flávio Lima é produtor de destilados, cervejeiro caseiro, Beer Sommelier, Bartender especialista em GIN, jurado gastronômico e administra o Instagram Bares cariocas. Triatleta de garfo, faca e copo com mais de 1000 bares visitados, tem um imenso amor pela boemia carioca do Pé sujo até a alta coqueteleira. É usuário de doses nada homeopáticas do líquido sagrado, segue de bar em bar evoluindo e compartilhando a cultura de boteco.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui