Garis fazem limpeza no Boulevard Olímpico / Divulgação: Prefeitura

A Prefeitura do Rio de Janeiro está retomando os cuidados com a cidade. O Boulevard Olímpico,na Praça Mauá, na região Central do Rio, recebeu cuidados especiais da Comlurb na última nesta terça-feira (23/02). O local, que estava sujo, abandonado e com equipamentos vandalizados, passou por um escrutínio por parte da Companhia de Limpeza Urbana.  

Oito garis e 3 agentes de limpeza urbana participaram dos trabalhos. A intervenção no Boulevard Olímpico contou também com apoio de 3 roçadeiras e um soprador – equipamento extremamente eficiente para auxiliar na varrição e limpeza.

Além de varrição, os profissionais na Comlurb realizaram serviços como: esvaziamento de papeleiras, remoção de resíduos, limpeza de ralos, roçada e manutenção dos canteiros.

“É o Rio que volta a abrir espaço para o carioca. Aproveite. A cidade é nossa”, tuitou a Prefeitura do Rio de Janeiro.

1 COMENTÁRIO

  1. Vamos que vamos melhorando nossa cidade…

    Infelizmente, só se esqueceram de arborizar devidamente estes quatro quilômetros de Orla Conde.

    Nos nossos quatro quilômetros de Orla Conde aqui no Rio de Janeiro nenhum de nossos eficazes administradores pensou sequer na possibilidade de se plantar alguma árvore florífera por este enorme caminho. Toda esta extensão ainda é insuportavelmente árida e feia, pela pouca qualidade das poucas árvores plantadas no local, e por se privilegiar o plantio de palmeiras no local (que qualquer leigo em urbanismo sabe que não dá sombra alguma).

    Onde cabem mais de mil árvores, não plantaram nem duzentas, e se esqueceram dos ipês, dos jacarandás, das acácias, dos jambeiros, das buganvílias, dos flamboyants, das magnólias, das espatodéias, dos abricós de macaco, das figueiras brancas, das glicínias, das camélias, das magnólias, dos alecrins, das sibipirunas, dos aldragos, das paineiras brancas – rosas ou vermelhas, dos paus-ferro, dos ingás, dos brincos de Índio, das quaresmeira, das cojobeiras – árvores que têm belíssimas copas e que efetivamente dão ótima sombra.

    Gosto imensamente dos Paus-Ferro, que são aquelas árvores com o tronco meio desfolhado e esbranquiçado, que atinge grandes alturas e dão ótima sombra, e dão pequenas flores amarelas. Mas não chega a ser uma árvore florífera como a gente gosta, com flores em abundância, como as quaresmeiras, por exemplo.

    Estas árvores espinhosas, como as coroas-de-cristo, as acácias espinhosas, as tlores de marmelo (Esta flor também é conhecida como pereira-do-Japão), as roseiras também podem ser usadas em canteiros baixos pela cidade, assim como as plumérias, os hibiscos, os pássaros do paraíso, as alamandas, os manacás da serra, etc…

    Poderiam ter plantado inclusive um jardim só de árvores frutíferas, com algumas espécies brasileiras como o cajueiro, a pitangueira, a pereira, a videira, a jabuticabeira, a jaqueira, a mangueira, a macieira, a goiabeira, o limoeiro, a amoreira, o pessegueiro, como também pés de kiwi, de lichia, de acerola, de cerejas, etc…

    Falta vontade política para se cuidar melhor de nossas cidades. Nossos administradores, por mais que viagem, não aprendem com o que veem, não conseguem implementar aqui o que viram no exterior em termos de jardins e de demais espaços muito bem cuidados, com iluminação de qualidade e mobiliário urbano de primeira linha.

    E aí estes políticos cariocas ladrões, embusteiros, safados e quadrilheiros vão dizer que não há verba para isso, o que é uma grande mentira, pois plantar árvores floríferas não custam tanto assim.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui