Ônibus do BRT no Terminal Alvordada, na Barra da Tijuca - Foto: Reprodução

Desde o fim da madrugada desta segunda-feira, 01/02, os serviços do BRT Rio estão paralisados por conta de uma greve. Motoristas não saíram das garagens. Praticamente todas as estações dos três corredores ficaram fechadas.

Foto: Reprodução

O presidente-executivo do BRT Rio, Luiz Martins, no último final de semana, disse que o consórcio não tinha recursos em caixa “sequer para pagar a segunda parte do salário de janeiro”. A previsão de pagamento é para a próxima sexta-feira, 05/01.

Na manhã desta segunda-feira, ao programa Bom Dia Rio, da Rede Globo de Televisão, o prefeito Eduardo Paes (DEM) falou aos rodoviários:

“Faço um apelo aos motoristas do BRT para que retornem ao trabalho e não prejudiquem a população. Sabemos que o sistema passa por um momento difícil, mas estamos trabalhando firme para reequilibrar a situação. São anos de abandono e queremos olhar para a frente, encontrando soluções”, afirmou.

A paralisação, como era de se esperar, causou transtornos. Passageiros tiveram que pegar ônibus comuns, vans ou até mesmo táxis para chegar ao trabalho nesta segunda, o que impactou diretamente no trânsito da cidade.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui