Imagem meramente ilustrativa de ônibus do BRT na Alvorada - Foto: Reprodução

A situação entre empresas de ônibus e motoristas que trabalham nas mesmas continua tensa. Os trabalhadores, que ameaçavam fazer uma greve geral caso não recebessem o 13° salário de forma integral até este domingo, 20/12, decidiram estender o prazo até o final deste mês de dezembro. Os empresários falam em parcelar em até 5 vezes o pagamento. Caso não haja um acordo, a paralisação total pode ser no dia 31/12.

Nesta segunda-feira, 21/12, em meio às negociações, o BRT pagou, de acordo com alguns motoristas, 10% do valor que eles esperavam receber. De acordo com informações levantadas pelo DIÁRIO DO RIO, a situação incomodou bastante os trabalhadores. Alguns já queriam fazer uma paralisação nesta segunda-feira mesmo.

De acordo com Alexandre Rincón, técnico de Logística e Graduando em Gestão de Trânsito e Mobilidade Urbana, “o sistema que passa por um momento extremamente ruim carece soluções. O atual modelo que concentra o serviço dos quatro corredores em uma única empresa precisa ser revisto para que ofereça concorrência e consequentemente melhoras ao sistema”.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui