Foto; Divulgação

O BRT-Rio reabriu nesta segunda-feira, dia 25/01, a estação Nova Barra, no corredor Transoeste. Fechada desde março de 2020, como medida de contenção da Covid-19, a estação passou por reformas, que inclui nova pintura, iluminação interna com luminárias de LED e externa, com refletores, bilheteria, vidros novos e nova programação visual.

A reabertura integra o conjunto de ações em parceria com a nova gestão da Secretaria Municipal de Transportes. Apesar da grave situação financeira, entre março e dezembro, a empresa teve perdas de receita de R$ 185 milhões, o BRT-Rio está trabalhando para reabrir na próxima semana a estação Praça do Bandolim, no corredor Transcarioca.

De acordo com o planejamento do BRT-Rio, a estação Américas Park ficará fora de operação nesta terça-feira (26/01) e quarta-feira (27/01), para receber nova pintura e melhorias na iluminação interna e externa. Na quinta (28/01) e na sexta (29/01), a estação Santa Mônica Jardins será fechada para passar pelos mesmos reparos.

Ao todo, 35 estações foram reformadas ou recuperadas nos últimos 13 meses. A entrega dessas estações faz parte do esforço do BRT Rio para prestar um serviço com mais conforto e segurança aos passageiros, e conta com o apoio da população para mantê-las em boas condições de funcionamento.

As seguintes estações já foram reformadas: Santa Eugênia, Novo Leblon, Paulo Malta Rezende, Bosque Marapendi (Parador e Expresso), Afrânio Costa, Afrânio Costa, Riviera, Ricardo Marinho Riviera, Vaz Lobo, Parque das Rosas, Campinho, BarraShopping (Parador), Mercadão, Via Parque, Bosque da Barra, Lourenço Jorge, Aeroporto Jacarepaguá, Vila Kosmos, Curicica, Interlagos, Pinto Teles, Tanque (módulo Expresso), André Rocha, General Olímpio Aracy Cabral e Nova Barra.

Além dessas, as estações Rede Sarah, Santa Luzia, Vila Queiroz e Otaviano foram recuperadas. Já as estações Centro Metropolitano, Rio 2, Penha 1, Penha 2 e Parque Olímpico passaram por melhorias de iluminação.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui