Foto: Divulgação/BRT Rio

Após conversas com os motoristas, o BRT Rio não aceitou os termos propostos, como apenas 5 dias de afastamento sem remuneração e um aumento no ticket alimentação para R$ 720. Sem um acordo, uma nova paralisação dos rodoviários deve acontecer.

O BRT Rio alega que o pedido dos trabalhadores não cabe no atual caixa da empresa, que os gastos seriam muito grandes. O caso vai para a Justiça.

No início deste mês de fevereiro, os motoristas do BRT Rio fizeram uma paralisação. A greve se deu porque não havia a expectativa de que os trabalhadores recebessem o salário, como declarou o presidente-executivo do BRT.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui